ASSINE

Governo do ES recebe 29 respiradores para aumentar número de leitos

Primeira lote com 30 respiradores havia chegado ao Estado no começo do mês. Equipamentos só foram repassados ao governo estadual após acordo judicial

Publicado em 17/05/2020 às 12h05
Segunda remessa de respiradores chegou ao Estado neste fim de semana
Segunda remessa de respiradores chegou ao Estado neste fim de semana. Crédito: Reprodução Twitter Renato Casagrande

O governo do Espírito Santo recebeu, neste final de semana, a segunda parte dos respiradores que havia comprado da empresa Magnamed Tecnologia Médica. A previsão era que os aparelhos chegassem no dia 19 de maio, próxima terça-feira. Assim, todos os 59 respiradores adquiridos da empresa foram entregues.

O governador Renato Casagrande (PSB) publicou a chegada do segundo lote de respiradores na manhã deste domingo (17) em uma rede social. O primeiro lote havia sido entregue no começo do mês. Os equipamentos já tem destino certo: o hospital Jayme Santos Neves, que tem sido usado como referência no tratamento à Codiv-19.

A chegada dos respiradores aconteceu depois de um acordo entre o governo estadual e a empresa fornecedora dos equipamentos.

ENTENDA O CASO

O governo estadual comprou os 59 respiradores da Magnamed para aumentar o número de leitos disponíveis para os pacientes infectados pelo coronavírus. No entanto, os equipamentos não foram entregues na data prevista. 

A empresa repassou os aparelhos para o governo federal, com quem tem um contrato para a entrega de 6.500 respiradores.

O governo estadual então solicitou a proibição de entrega dos respiradores para a União e até mesmo a busca e apreensão das unidades que deveriam vir para o Espírito Santo.

Os respiradores que chegaram no Estado foram adquiridos ainda na primeira quinzena de abril, quando o Estado anunciava o aumento do número de leitos para pacientes com o coronavírus. 

Ao ser informada que a entrega não seria feita, a administradora do Hospital Jayme Santos Neves entrou com um recurso judicial solicitando a busca e apreensão dos equipamentos.

Com o acordo, ficam suspensas as multas que seriam aplicadas à empresa por não cumprir a decisão anterior de entrega.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.