ASSINE

Fiscais encerram festas clandestinas e dispersam aglomerações em Vitória

Uma festa na marina localizada no bairro Pontal de Camburi e outra no Centro de Vitória foram fechadas pelos agentes da prefeitura. Também houve dispersão de aglomeração na Rua da Lama

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 30/05/2021 às 16h59
Aglomeração
Cerca de 500 pessoas estavam aglomeradas em marina em Vitória. Crédito: Elizabeth Nader | PMV

Duas festas clandestinas foram encerradas pelas equipes do Comitê de Combate à Covid-19 da capital nesta madrugada (30), sendo uma em marina localizada no bairro Pontal de Camburi e outra no Centro de Vitória. Também houve dispersão de aglomeração na Rua da Lama. Além disso, os fiscais da Prefeitura e as forças de segurança vistoriaram diversos bairros da cidade.

De acordo com informações da PMV, em Pontal de Camburi, a marina foi palco de um evento para cerca de 500 pessoas, que desrespeitava todos os protocolos de biossegurança já estabelecidos para frear a transmissão do coronavírus, entre eles o uso de máscara e o distanciamento social.

O estabelecimento não possuía os alvarás de funcionamento e sanitários e, por isso, teve sua atividade paralisada, além de ter sido notificado pelo Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária Municipal e Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (SEDEC), tendo sido multado em cerca de R$ 9 mil. Os equipamentos de som foram apreendidos e os responsáveis irão responder por crime contra saúde pública, conforme artigo 268 do Código Penal.

Em Vitória
Uma marina foi palco de um enorme evento que desrespeitou todos os protocolos de biossegurança. Crédito: Elizabeth Nader | PMV

No Centro, outra festa que era realizada entre dois bares foi encerrada. Os locais tiveram suas atividades paralisadas e foram multados pelo descumprimento das normas estabelecidas pelo Decreto Estadual de combate à Covid-19.

As ações contaram com fiscais da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade e Habitação (Sedec), Disque-Silêncio, Guarda Civil Municipal de Vitória, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.