ASSINE

Enem 2021: o que esperar e como se preparar para o 2° dia de prova

No Espírito Santo, mais de 58 mil estudantes farão novamente a prova, que acontece neste domingo (28); veja dicas

Tempo de leitura: 5min
Vitória
Publicado em 27/11/2021 às 19h46

A segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 vai ser realizada neste domingo (28). As versões impressa e digital estão sendo aplicadas nas mesmas datas e têm perguntas iguais. Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), essa é uma forma de ganhar tempo na elaboração dos cadernos de questões.

O segundo dia de maratona de provas do Enem conta com as disciplinas de:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 45 questões;
  • Matemática e suas Tecnologias: 45 questões;
Confira os gabaritos das provas
Enem 2021: segundo dia de provas é no domingo (28). Crédito: Shutterstock/Arte Geraldo Neto

No Espírito Santo, 58.590 inscritos estão inscritos, de acordo com dados do Inep. Assim como no primeiro dia, os portões abrem às 12 horas e fecham às 13 horas (horário de Brasília). A duração da prova é de 5 horas - das 13h30 às 18h30 minutos.

Por não ter mais a produção textual, a prova toda do segundo dia de Enem 2021 será objetiva. Ou seja, com questões de múltipla escolha.

Além disso, as mesmas regras usadas no primeiro dia de exame continuarão a ser válidas neste domingo, como o distanciamento social, uso de máscara durante todo o tempo dentro do local de aplicação.

E também a proibição do uso de aparelhos eletrônicos, entre eles a calculadora.

PROVA DE MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS

Composta por 45 questões, o professor de Matemática e Diretor de Ensino de Pré-Vestibular, Daniel Rojas Nascimento, explica que a prova de Matemática e suas Tecnologias é dividida por conteúdo.

“Normalmente, 40% do conteúdo da prova de matemática do Enem é feita com assuntos que foram ensinados no Ensino Fundamental; 30% é de questões que envolvem geometria plana e espacial, como conceitos de áreas e fórmulas; e os outros 30% com o que o estudante aprendeu no ensino médio, como probabilidade, funções e estatística", pontua o professor.

Para o aluno que quiser rever um conteúdo nesta reta final, a sugestão de Rojas é que reveja fórmulas de geometria, por exemplo.

“O Enem não é uma prova que você deve decorar fórmulas. O aluno precisa se preparar durante todo o ano para ter um alto nível de interpretação e atenção muito grande. Assim como na prova de Linguagens, às vezes, a resposta da questão está no próprio enunciado, e qualquer desatenção pode ser o suficiente para marcar errado no gabarito”, explica.

PROVA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS

Química, Física e Biologia são as disciplinas responsáveis pelas 45 questões das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

O professor de Química do Darwin e do Leonardo da Vinci, Felipe dos Santos Thompson, explica que, de forma geral, as questões são construídas de forma mais técnica, relacionando com aplicação de conceitos na vida cotidiana.

“Percebemos que, desde que o Enem se tornou pré-requisito para entrar nas Universidades, a prova de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias não têm sido fáceis e o estudo realmente é um diferencial. É fundamental muita interpretação e conhecimento técnico dos conceitos das disciplinas”, pontua,

Para o estudante que quer dedicar os dois últimos dias para revisar algum conteúdo da prova, Thompson indica alguns conteúdos:

  • Transformações químicas
  • Ciclo energético
  • Ciclo da água
  • Compostos do carbono
  • Materiais e suas propriedades.

“Os conceitos que costumam cair nesta prova são aqueles que podem ser relacionados a aplicação do conteúdo no cotidiano do ser humano. A prova de química, por exemplo, é dividida em três partes, a orgânica, a inorgânica e a físico-química”, salienta.

Em Biologia, a orientação da professora Jamine Dillem, caso o aluno queira revisar d algum conteúdo, é ler sobre questões relacionadas a saúde, principalmente devido ao contexto pandêmico que a humanidade vive desde março de 2020.

“De forma muito leve, a nossa orientação é ler sobre o sistema imunológico, a fisiologia humana, com foco nos sistemas que foram mais acometidos pela covid-19 (respiratório, sensorial e nervoso e circulatório), ciclo biogeoquímico, além de doenças que acometem o nosso país, sejam elas provenientes de vermes, vírus ou bactérias”, pontua.

Já na matéria de Física, os professores apostam em alguns conteúdos técnicos, mas que também podem ser relacionados a vida cotidiana, como, por exemplo, energia, trabalho e potência; mecânica e as leis de Newton, fenômenos de ondas e elétricos magnéticos e calorimetria. 

Professores analisam prova do Enem 2021
Professores analisam prova do Enem 2021. Crédito: Alissa de Leva/Unsplash/Arte Geraldo Neto

COMO FAZER UMA BOA PROVA?

Para todos os professores, é fundamental separar o sábado (27), dia que antecede a prova para descansar e aumentar o preparo psicológico para o Enem.

O professor Daniel Rojas compara a preparação dos estudantes a de um atleta olímpico. “Assim como nas Olímpiadas, a preparação psicológica é fundamental para o desempenho na competição. No Enem é a mesma coisa. A desatenção pode colocar tudo a perder e o aluno deve estar 100% focado no exame”, orienta.

Para a professora de Biologia, Jamine Dillem, a prova é muito densa, e por isso o descanso é necessário nesses últimos momentos. “A prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias costumam ter seis mil palavras. É muita coisa, e o aluno precisa estar preparado físico e emocionalmente para isso”, pontua.

O professor de Química, Felipe dos Santos Thompson, também orienta tirar o sábado para relaxar.

“Eu entendo o estudo como um processo, e os estudantes que realmente se dedicaram ao longo do ano devem priorizar nesta reta final manter a calma. No sábado, é dia de tirar o pé do acelerador, ir à praia, escutar uma música e relaxar. Isso é fundamental para um bomComece pelas questões que você julga mais fácil desempenho na prova”, incentiva o professor de Química,.

Comece pelas questões que você julga mais fácil

Para o professor Daniel, o ideal é fazer uma primeira leitura dinâmica das provas, classificando as questões por aquela que o estudante tem mais facilidade e as que são mais difíceis.

“Dessa forma, o estudante consegue definir uma estratégia para a realização da prova, dedicando mais ou menos tempo as questões. Vale lembrar que são cerca de três minutos para cada questão, mas isso é apenas uma média. Algumas perguntas vão levar mais ou menos tempo e, por isso, essa classificação é importante para otimizar o tempo do Enem”.

Não preencha o gabarito em pouco tempo

Rojas também destaca que é importante preencher o gabarito com calma, o que torna a administração do tempo para a realização da prova imprescindível.

Este vídeo pode te interessar

“Orientamos aos estudantes que comecem a preencher o gabarito faltando uma hora para começar a prova ou, no máximo, 30 minutos. Quando ele preenche com menos tempo, por causa da correria, pode marcar errado uma resposta que estava certa”, explica.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Educação Enem Enem 2021 Educação Inep

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.