ASSINE

"É uma velocidade de transmissão assustadora", alerta secretário do ES

Nésio Fernandes afirmou que sem um isolamento amplo, pode se repetir no Espírito Santo a catástrofe que viveram outros Estados e países

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/03/2021 às 21h39
Coletiva de imprensa com o Governador Renato Casagrande e os secretários, Nésio Fernandes, da Saúde e Rogelio Amorim, da Fazenda
Nésio Fernandes classificou como assustadora a velocidade de transmissão do coronavírus no ES. Crédito: Fernando Madeira

O Secretário da Saúde de Estado, Nésio Fernandes, fez um alerta para a velocidade de transmissão do coronavírus no Espírito Santo. Em publicação feita nesta quarta-feira (17) em seu perfil no Twitter, Nésio afirmou que, caso se mantenha a alta taxa de contágio do vírus, os números de novos casos de Covid-19 no Estado podem superar o pico da segunda onda da doença.

Nésio Fernandes

Secretário de Saúde do Espírito Santo

"Se mantivermos a quantidade de casos positivos observados nos últimos dias, na próxima semana já ultrapassaremos o pico da segunda expansão da doença no ES. É uma velocidade de transmissão assustadora!"

O secretário também alertou para o aumento no número de mortes em decorrência de complicações da Covid-19. A previsão de Nésio aponta que o Estado pode terminar o mês de março com um número entre 650 e 700 mortes causadas pela doença, o que, segundo o secretário, pode levar a um colapso.

"O crescimento dos óbitos também acelerou. Podemos terminar o mês com, no mínimo, 650-700 óbitos pela Covid-19. Nesta velocidade de crescimento, sem adesão total ao isolamento radical de todo o ES, caminhamos com passos rápidos para um alto risco de colapso", disse Nésio.

Na publicação, Nésio também relembrou que, nesta quarta-feira (17), o Espírito Santo chegou ao terceiro dia consecutivo com mais de 150 internações em UTIs diárias. Além disso, de acordo com o secretário, foram 70 pessoas transferidas para o tratamento intensivo nas últimas 24 horas, um recorde no Estado.

"Estamos diante de uma disjuntiva: aderir incondicionalmente ao isolamento amplo ou morrer como sociedade, e repetir no Espírito Santo as catástrofes que viveram outros Estados e países", completou.

MAIS DE 3 MIL ÓBITOS NO BRASIL

Nésio ainda destacou as mais de três mil mortes no Brasil registradas nesta quarta-feira (17) em decorrência da Covid-19. O secretário da Saúde de Estado reiterou que, a partir desta quinta (18), quando terá início a quarentena de 14 dias implementada pelo governo do Estado, a população deve respeitar as novas medidas restritivas.

"Decretamos a 'quarentena ampla' no Espírito Santo anterior ao colapso da rede, no limite máximo da capacidade da rede privada e pública. A partir desta meia noite, precisaremos ter as ruas vazias e a ampla maioria do povo isolado em suas casas", pontuou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Governo do ES SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia Quarentena no es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.