ASSINE

Dois adolescentes morrem em batida na BR 482 em Alegre

Os garotos estavam em um moto, que colidiu com uma caminhonete. Uma perícia será feita no local para confirmar a dinâmica do acidente

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 26/07/2021 às 11h16
Atualizado em 26/07/2021 às 11h42
O outro veículo que se envolveu no acidente, foi uma camionete. Uma perícia irá ser feita para confirmar a dinâmica do acidente
Dois adolescentes morrem em acidente na BR 482 em Alegre. Crédito: Leitor A Gazeta

Dois adolescentes morreram após um acidente de trânsito na BR 482, em Alegre, na Região Sul do Espírito Santo, na tarde deste domingo (25). Eles estavam em uma moto que bateu em uma caminhonete. A informação dada pela família à polícia é que a moto foi pega sem autorização do responsável.

De acordo com informações da Polícia Militar, a colisão entre a moto e o veículo foi frontal e a moto, que seguia sentido Alegre, é que teria invadido a contramão em uma curva. A caminhonete seguia no sentido oposto. Uma perícia será feita no local para confirmar a dinâmica do acidente.

Ainda segundo a polícia, com a força do impacto, os veículos e o corpo de uma das vítimas foram parar fora da pista, próximo a um barranco.

Quem estava conduzindo a moto, era o adolescente, de 15 anos, Erickson Emiliano Adão, que morreu no local do acidente. Junto com ele, estava o Welden dos Santos da Silva, de 17 anos. Ele chegou a ser socorrido pelo Samu, mas morreu enquanto era levado para ao Pronto Atendimento de Alegre.

Um familiar de Erickson disse na delegacia que o adolescente pegou a moto sem autorização.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

A reportagem demandou a Polícia Civil para saber sobre o que aconteceu com o motorista da caminhonete. A Polícia Civil informou que, conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro, quando o condutor presta socorro à vítima, não se pode aplicar uma prisão em flagrante.

"O motorista foi conduzido à Delegacia Regional de Alegre, onde prestou esclarecimentos e foi liberado. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Regional de Alegre e, para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada."

Perguntada sobre o teste do bafômetro no motorista, a Polícia Civil não respondeu sobre o questionamento da reportagem.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, para serem liberados para os familiares e para ser feito o exame cadavérico, que apontará a causa da morte.

Atualização

26 de Julho de 2021 às 11:40

Após a publicação da reportagem, a Polícia Civil enviou nota sobre o acidente. O texto foi atualizado. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.