ASSINE

Covid-19: público 18+ começa a receber dose de reforço no ES na sexta-feira (19)

No caso específico dos idosos, entretanto, uma resolução da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) permite um intervalo menor entre a segunda e a terceira dose. Quem tomou a segunda dose há três meses, pode receber a dose de reforço agora

Vitória
Publicado em 17/11/2021 às 12h40
Vacinação contra Covid-19 na Serra
Vacinação contra Covid-19. Crédito: Edson Reis/Secom-PMS

O Espírito Santo vai começar a aplicar a dose de reforço da vacina contra Covid-19 no público acima de 18 anos nesta sexta-feira (19), de acordo com o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. A informação foi confirmada em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (17).

  • O intervalo para aplicação da terceira dose em adultos foi reduzido para cinco meses após a segunda dose, conforme a orientação do Ministério da Saúde. Isso quer dizer que qualquer pessoa maior de 18 anos que foi vacinada com a segunda dose até junho deste ano já pode tomar a dose de reforço.
  • No caso específico dos idosos, entretanto, uma resolução da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) permite um intervalo ainda menor entre a segunda e a terceira dose. Quem tem mais de 60 anos e tomou a segunda dose da vacina há três meses, ou seja, até agosto deste ano, pode receber a dose de reforço agora.

A redução é baseada nos indicadores de internações e óbitos por Covid-19 no Espírito Santo. “Nós vamos publicar uma resolução aqui no Espírito Santo, nesta quinta-feira (18), indicando a aplicação da terceira dose para o público acima de 18 anos, e a redução para três meses para a dose de reforço da pessoa idosa. A partir de sexta-feira (19), as unidades de Saúde dos municípios já estarão preparadas para receber as pessoas e fazer a aplicação das doses”, disse Reblin.

MUDANÇA

Até o momento, reforço vacinal acontecia após seis meses da segunda dose e só era indicado para indivíduos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e imunossuprimidos (pessoas com problemas no sistema imunológico).

A nova orientação do Ministério da Saúde, divulgada nesta terça-feira (16) , foi baseada em informações preliminares de estudos científicos de efetividade, realizados em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) e a Universidade de Oxford. O objetivo, segundo a pasta, é manter a efetividade dos imunizantes em toda a população, além de proteger os idosos, que são mais acometidos pela forma grave da doença. 

DIA "D"

Ainda segundo Reblin, no próximo sábado (20), por recomendação do Ministério da Saúde, vai acontecer o Dia Nacional de Vacinação Contra a Covid-19.

"As pessoas já podem ficar alertadas e os municípios estão se preparando para fazer essa atividade, reforçando a vacinação contra a Covid-19". 

POPULAÇÃO IDOSA É PRIORIDADE

O Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, destacou na coletiva que o ideal é que a aplicação desta dose de reforço seja prioridade nas pessoas acima de 60 anos, que é o público mais suscetível a desenvolver casos graves da doença ou evoluir para óbito.

“A vacinação vai ocorrer de acordo com a estratégia adotada pelos municípios. Alguns têm as suas próprias plataformas, outros adotam a plataforma Vacina e Confia, além de vacinação por livre demanda. O que queremos destacar é que toda nossa capacidade de priorização deve estar focada na vacinação da população com mais de 60 anos. Todo o esforço deve ser mobilizado tanto para fazer com que este público faça a adesão da terceira dose, quanto também que a forma de organização da oferta das vacinas pelos municípios garanta a facilidade de deste público”, reitera.

Segundo o Secretário, essa prioridade deve acontecer porque, neste momento da pandemia no Espírito Santo, os idosos são aqueles que ainda precisam de internação e óbito mais significativo e precisam do reforço para mitigar esse desfecho no Espírito Santo.

“Tendo que privilegiar a oferta, a livre demanda, entre população idosa e a população por mais de 18 anos, iremos sempre priorizar a vacinação nas pessoas idosas, que precisam de atenção especial nos próximos dias”, finaliza.

SEGUNDA DOSE PARA JANSSEN

Ainda de acordo com o Subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, quem tomou a vacina da Janssen, que era dose única, deve seguir a orientação do Ministério da Saúde e tomar a segunda dose do imunizante. No entanto, ainda não foi divulgado quando a vacina estará disponível no Espírito Santo.

E Estado ainda não tem também informações do Governo Federal sobre a quantidade de doses que o Estado vai receber nos próximos dias.

“Até esta terça-feira (16), nós não tínhamos informação da quantidade de vacinas que o Ministério distribuirá aos Estados, mas sempre lembramos que o Espírito Santo recebe cerca de 2% das vacinas distribuídas ao país”, reiterou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.