ASSINE

Terceira dose da vacina: saiba qual imunizante você poderá tomar

Dose de reforço vai ser aplicada nos indivíduos elegíveis que tomaram qualquer um dos imunizantes disponíveis no país. Ministério da Saúde espera completar reforço de todos os imunizados em maio de 2022

Publicado em 16/11/2021 às 18h15
Vacina Pfizer-BioNTech
Vacina Pfizer-BioNTech. Crédito: Carlos Alberto Silva

Após ter iniciado em setembro a aplicação da terceira dose contra covid-19, o Brasil está expandindo a vacinação com dose adicional. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na manhã desta terça-feira que o governo vai aplicar uma dose de reforço da vacina para toda a população acima de 18 anos. 

A aplicação será para quem tomou a segunda dose há mais de cinco meses. O Brasil tem 125,5 milhões de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid-19, ou 58,87% da população. Inicialmente, a dose de reforço estava sendo aplicada a adultos acima de 60 anos, imunossuprimidos (doentes crônicos, por exemplo) e profissionais de saúde que haviam tomado a última vacina há seis meses. O intervalo de aplicação, portanto, diminuiu e o público foi ampliado. 

A dose de reforço vai ser aplicada nos indivíduos elegíveis, que tomaram qualquer um dos imunizantes disponíveis no país. O Ministério da Saúde disse que há preferência pela vacina da Pfizer, mas também podem ser usadas vacinas da Janssen ou da AstraZeneca. Deve-se privilegiar ainda, segundo a pasta, a imunização heteróloga, que é feita com um imunizante diferente do que foi aplicado nas primeiras doses. Saiba qual dose tomar:

IMUNIZADOS COM DUAS DOSES DE CORONAVAC

Quem recebeu a vacina chinesa que foi produzida pelo Instituto Butantan deve tomar a dose de reforço, preferencialmente, da Pfizer. Entretanto, se o imunizante estiver em falta, podem ser aplicadas vacinas da AstraZeneca ou da Janssen. A orientação do Ministério da Saúde é que não deve ser ministrada uma dose do mesmo imunizante do ciclo tradicional.

IMUNIZADOS COM DUAS DOSES DE ASTRAZENECA

A Pfizer também é indicada para quem recebeu as duas doses de AstraZeneca no ciclo inicial. Conforme o Ministério da Saúde, a vacina com a tecnologia do MRNA é a mais adequado para o reforço.

IMUNIZADOS COM JANSSEN

O Ministério da Saúde anunciou que as pessoas que tomaram a vacina da Janssen, da farmacêutica Johnson & Johnson, precisarão tomar uma segunda dose do imunizante. A aplicação deverá ser feita dois meses após a primeira dose. O reforço para essas pessoas também será feito cinco meses após o esquema vacinal completo, mas desta vez com a vacina da Pfizer.

IMUNIZADOS COM DUAS DOSES DE PFIZER

O Ministério da Saúde ainda não bateu o martelo sobre qual imunizante será aplicado nas pessoas que tomara duas doses de pfizer no ciclo inicial. O ministro Queiroga explicou que ainda aguarda informações concretas para anunciar essa decisão, mas também garantiu que ainda há tempo para essa escolha, e quem tomou pfizer não será prejudicado.

CALENDÁRIO PARA A DOSE DE REFORÇO

Este vídeo pode te interessar

Cada Estado, com o auxílio dos municípios, será responsável por montar o seu calendário para as doses de reforço. A previsão do Ministério da Saúde é que toda a população acima de 18 anos tenha tomado a dose adicional até maio de 2022.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.