ASSINE

Covid-19: ES terá pontos de vacinação em terminais, rodoviárias e aeroporto

Objetivo, segundo o secretário Nésio Fernandes, é garantir a chamada vacinação de oportunidade,  ou seja, imunizar uma pessoa que não necessariamente saiu de casa com o intuito de receber a dose

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 17/09/2021 às 11h26
Vacina Coronavac
O Espírito Santo vai montar pontos de vacinação contra a Covid-19 em locais de grande circulação de pessoas. Crédito: Carlos Alberto Silva

Os municípios do Espírito Santo terão pontos de vacinação contra a Covid-19 em locais de grande fluxo de pessoas, como terminais, rodoviárias e aeroporto, com o intuito de acelerar a imunização da população. A informação foi confirmada para a reportagem de A Gazeta pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes. Ele ressaltou que a forma como esses postos serão implementados ainda será decidida pela pasta.

Nésio afirmou que a medida atingirá todos os municípios do Espírito Santo. O secretário afirmou que, com isso, será possível fazer a "vacinação de oportunidade", ou seja, imunizar uma pessoa que não necessariamente saiu de casa com o intuito de receber a dose.

"Estamos recomendando aos municípios para abrir pontos de vacinação nos pontos de grande circulação, aeroporto, rodoviárias. É a chamada vacinação de oportunidade, saí de casa para ir ao shopping, ou ao trabalho, e aí estou passando em um lugar e tenho a vacina disponível para ser aplicada", explicou.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em entrevista à TV Gazeta
Nésio Fernandes afirmou que ainda haverá uma reunião para decidir como será a implementação dos pontos de vacinação. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

COBERTURA VACINAL DE 90% COM A 1ª DOSE

O secretário afirmou, também, que o Estado está chegando aos 90% de cobertura vacinal com pelo menos a primeira dose. Ele explicou que, enquanto existem parcelas da população que se mobilizaram pela vacina, uma outra parte não fez tanto esforço para receber a dose e, por isso, ainda não foi imunizada. Para Nésio, esses são os principais alvos dessa estratégia.

"Temos um percentual da população que está convencida da vacina e se mobiliza por ela. Temos um percentual da população que tivemos que adotar medidas compulsórias. Estamos chegando a 90% da população adulta vacinada. Teremos que dedicar oportunidade de vacinação para aqueles que ainda não foram alcançados", completou.

DOSES PARA TODA A POPULAÇÃO

Para que a estratégia funcione, porém, é necessário que haja grande disponibilidade de vacinas. Nésio garantiu que, na primeira quinzena de outubro, o Espírito Santo vai receber doses suficientes para imunizar toda a população acima dos 18 anos com a segunda dose.

"A vacina tem que estar disponível para as pessoas que ainda não se vacinaram. Estamos chegando a um momento de plena vacinação no Estado. Teremos maior disponibilidade de doses da Pfizer e da AstreZeneca para o reforço dos idosos e vacinar os adolescentes. Mais vacinas vão chegar até a primeira quinzena de outubro. Teremos condições de imunizar toda a população acima dos 18 anos do Espírito Santo", finalizou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.