ASSINE

Covid-19: enfermeira vacina parentes e é demitida em Cachoeiro

Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim exonerou a servidora por cometer falta funcional grave, comprovada após investigação

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 27/04/2021 às 20h14
Campanha de vacinação no Brasil ainda caminha a passos lentos
Doses foram aplicadas em parentes da servidora pública. Crédito: Torstensimon/ Pixabay

Uma enfermeira, que não teve o nome revelado pela Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, foi exonerada após ser denunciada por vacinar parentes contra a Covid-19. Segundo a prefeitura, a demissão aconteceu após uma investigação comprovatória, feita pela Secretaria Municipal de Saúde, sobre a conduta irregular da servidora em relação a aplicação de vacina.

A prefeitura de Cachoeiro não informou quantas pessoas tomaram a vacina e nem em qual posto a irregularidade aconteceu. Por meio de nota,  informou que "a servidora descumpriu portaria nº 071/2021, que define como falta funcional grave a aplicação de vacina contra Covid-19 em usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que não estejam enquadrados nos grupos prioritários ou que não respeite a ordem da prioridade estabelecida pela campanha de vacinação".

Ainda segundo a nota do município, "o cometimento dessa falta funcional implica em abertura de processo administrativo disciplinar em desfavor do profissional do SUS que aplicou a vacina, que pode ser punido com suspensão ou exoneração". 

A prefeitura afirmou que não há nenhum outro caso semelhante em investigação até o momento.

A enfermeira teria se justificado dizendo que sobrou imunizante em vários dias. Segundo a prefeitura, nesses casos, quando há sobra de vacinas, somente poderiam ser destinadas a pessoas na fila do calendário de vacinação. 

A reportagem também fez contado com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para saber se o caso foi comunicado ao Estado e se existem outras denúncias, porém não teve retorno até o fechamento da matéria. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.