ASSINE

Coronavírus infecta 36 idosos em lares de acolhimento de 6 cidades do ES

Relatório do Ministério Público do Estado afirma que o total de funcionários contaminados nas instituições chega a 46 nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, São Mateus, Aracruz e Marataízes

Publicado em 23/05/2020 às 12h40
Idosos estão no grupo de risco para o contágio da Covid-19
Idosos estão no grupo de risco para o contágio da Covid-19. Crédito: Pixabay

Um relatório apresentado pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) indica que 39 idosos foram contaminados pela Covid-19 em instituições de acolhimento de idosos de seis municípios capixabas. O documento tem como base fiscalização realizada duas vezes por semana em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) do Estado.

As instituições estão localizadas nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, São Mateus, Aracruz e Alfredo Chaves. Do total de infectados, foram registrados 12 óbitos, nos municípios de Vitória (7), Vila Velha (3), Aracruz (1) e Alfredo Chaves (1). Já o total de funcionários contaminados nas instituições chega a 46, nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, São Mateus, Aracruz e Marataízes.

Além do acompanhamento, o MPES informou que adotou providências visando a resguardar a saúde dos residentes, funcionários e familiares, nos municípios onde os casos foram confirmados.

O levantamento realizado pelo MPES indicou contaminação pelo novo coronavírus entre os idosos residentes em instituições nos seguintes municípios:

  • Vitória - 20
  • Vila Velha - 11
  • Serra - 3
  • Alfredo Chaves - 2
  • Aracruz - 1
  • São Mateus - 2

Casos de contaminação pelo novo coronavírus entre os funcionários:

  • Vila Velha - 14
  • Vitória - 9
  • Serra - 6
  • Viana - 1
  • Aracruz - 1
  • Cariacica- 1
  • Marataízes - 1
  • São Mateus - 13

PERIODICIDADE

De acordo com o MPES, as fiscalizações são realizadas duas vezes por semana, às segundas e quintas-feiras, por meio de um formulário eletrônico desenvolvido pelo órgão e enviado às instituições. O objetivo é garantir a adoção de todas as medidas estabelecidas de prevenção e controle da Covid-19 e, ainda, garantir a oferta da assistência à saúde da pessoa idosa residente em instituições.

Ainda segundo o Ministério Público, o acompanhamento de casos suspeitos e confirmados de infecção pelo novo coronavírus permite a notificação ao gestor estadual e municipal, que têm a responsabilidade de execução de políticas públicas. O acompanhamento semanal permite apurar as responsabilidades dos dirigentes das instituições prestadoras do atendimento. Caso comprovada a prática de ato praticado em detrimento do idoso, os dirigentes deverão responder inclusive judicialmente.

Acionada pela reportagem, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) ainda não confirmou os números relatados pelo MPES.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 idosos Pandemia Isolamento social

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.