ASSINE

Com as chuvas, surgem os buracos no asfalto: por que isso acontece?

Segundo especialista,  a maioria dos municípios da Grande Vitória não possui um plano de substituição do pavimento no término de sua vida útil, que varia de 5 a 10 anos

Operação tapa-buracos na Br 101 - entrada de Barcelona, Serra
Após chuva, equipe realiza operação tapa-buracos na BR 101, na Serra. Crédito: Ricardo Medeiros

Após as chuvas que atingiram o Espírito Santo e provocaram estragos, principalmente na Grande Vitória, surge sempre o mesmo problema: buracos no asfalto. Ruas e avenidas ficam repletas de rachaduras e fissuras, que podem representar perigo e prejuízos aos motoristas. Mas, afinal, por que isso acontece?

Em entrevista ao programa CBN Cotidiano, da CBN Vitória, o engenheiro civil especializado em Infraestrutura e professor de Fundações e Projetos de Estradas, Aprígio Barreto, explicou que os buracos surgem após as chuvas devido à falta de planejamento do Estado e dos municípios.

“A forma que tratam o problema é colocando massa em um buraco aberto. Fazem remendos. Quando temos uma operação tapa-buracos (manutenção corretiva), significa que não preocupação em corrigir esse problema”, ressaltou o engenheiro durante a entrevista (confira na íntegra).

Segundo Barreto, a solução é apostar nas manutenções preventivas, substituindo tanto os pavimentos que estão bons, quanto os que, na vida útil, já apresentam trincas e sinais de fissuras e de desgaste. “É preciso garantir que a vida útil do asfalto esteja sempre nos prazos normativos”, afirmou o professor.

O especialista destaca que, apesar de ser algo importante, a maioria dos municípios da Grande Vitória não possui um plano de substituição do pavimento no término dessa vida útil, que tende a variar de 5 a 10 anos, dependendo do material utilizado.

“Realizar um paliativo acaba sendo um barato que sai caro. Afinal, o Estado e os municípios precisam fazer, a todo momento, operações de tapa-buraco. Podemos gastar menos a longo prazo se corrigirmos tudo. Mas, enquanto essas operações continuarem, ninguém estará preocupado na prevenção”, concluiu Barreto.

Os buracos nos asfaltos após dias de chuva forte na Grande Vitória

Os buracos nos asfaltos após dias de chuva forte na Grande Vitória

Os buracos nos asfaltos após dias de chuva forte na Grande Vitória

A Gazeta integra o

Saiba mais
chuva trânsito

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.