ASSINE

Casal recebe ajuda após ter casa incendiada pelo filho em Vila Velha

Manoel e Antônia tiveram a casa destruída pelo filho, que ateou fogo na residência em Barramares na última quarta-feira (22) após uma discussão familiar

Casa ficou completamente destruída após incêndio (em destaque à direita) que aconteceu na última quarta-feira (22)
Casa ficou completamente destruída após incêndio (em destaque à direita) que aconteceu na última quarta-feira (22). Crédito: Ari Melo | Montagem A Gazeta

Duas dores simultâneas: a de perder tudo em um incêndio e a de ter o único filho envolvido com bebida alcoólica e drogas. Um casal de Vila Velha está enfrentando essa dura realidade desde a última quarta-feira (22), quando viu a casa pegar fogo após ser incendiada pelo primogênito de 21 anos depois de uma discussão familiar.

Localizada no bairro Barramares, a residência ficou completamente destruída. Sobraram apenas algumas estruturas de alvenaria. O aposentado Manoel Afonso Neto e a cuidadora Antônia Afonso saíram com a roupa do corpo e conseguiram salvar apenas o passarinho de estimação e duas bicicletas.

Manoel Afonso Neto

Aposentado

"O nosso filho já estava bem alterado por causa de bebida. Ele usou um pedaço de lenha pegando fogo e veio para a varanda. Foi tudo em chamas"

Na sexta-feira (24), a TV Gazeta acompanhou a volta da família ao imóvel, em busca de um documento com o número da conta bancária. "Achei umas ferramentas queimadas, mas o papel que é o que eu estava procurando, não achei", lamentou Manoel, angustiado por não conseguir repassar os dados para quem quer ajudá-lo.

Graças à solidariedade, o casal já conseguiu algumas roupas, cobertores e utensílios de cozinha. Além de um lugar para dormir. "Estamos ficando nesse sofá-cama da Celi, que é nossa vizinha há muito tempo. Ela recebe a gente muito bem, jantamos na casa dela ontem (quinta-feira, 23)", agradeceu Antônia.

Manoel Afonso Neto recebe aposentadoria, mas a família contava com um complemento da renda feita pela cuidadora Antônia Afonso (no destaque à direita)
Manoel Afonso Neto recebe aposentadoria, mas família contava com um complemento da renda feita pela cuidadora Antônia Afonso (no destaque à direita). Crédito: Ari Melo | Montagem A Gazeta

Se já não bastasse todo o prejuízo, há mais dois agravantes nessa história: a casa incendiada era usada pela cuidadora para atender as crianças e a parte debaixo dela já havia sido vendida. Ou seja, a renda complementar da família se foi e há incerteza se o comprador vai exigir o dinheiro (já gasto para pagar contas) de volta.

Apesar de tudo, a fé, a esperança e o perdão continuam presentes no dia a dia da família. "Eu perdoo, sim. Eu creio que, em breve, o meu filho vai estar caminhando comigo e com o pai dele. Ele é o único filho que Deus me deu e eu creio que Jesus vai libertar ele", disse a mãe Antônia.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.