ASSINE

Capixaba revela como descobriu gravidez no sétimo mês de gestação

A estudante Mylena Sedda, de 23 anos, descobriu a vinda do pequeno Vicente quando já estava com mais de 30 semanas de gestação. A jovem disse que não teve sintomas e que sua barriga estava normal: "Pensaram que eu estava escondendo"

Publicado em 06/08/2020 às 15h12
Mylena e o pequeno Vicente
Mylena e o pequeno Vicente. Crédito: Arquivo pessoal

Toda gestação é um longo processo de preparação e aprendizado para as futuras mamães. Afinal de contas, são nove meses esperando um bebê que será fruto de amor, carinho e responsabilidade para toda a vida. Agora, imagine descobrir que está grávida faltando menos de dois meses para a vinda do pequeno? Não dá nem para imaginar. Mas, foi o que aconteceu com a estudante de arquitetura Mylena Sedda, de 23 anos, moradora de Jardim Camburi, em Vitória.

No fim do ano passado, Mylena levava a vida normal de uma jovem universitária: estudava, tinha um estágio e também aproveitava algumas festas com os amigos nos fins de semana. Controlava a alimentação e estava com o peso normal. Até o dia em que foi comprar roupas com a mãe, que já estava desconfiada.

Mylena Sabba

Universitária

"Ela disse que meus seios estavam maiores, que era estranho e que eu estava grávida. Isso nem passava pela minha cabeça. Mas, fomos fazer o teste de farmácia e deu positivo. Ainda assim, eu não acreditava, achava que os testes de farmácia não eram confiáveis e resolvemos fazer em laboratório"
Nesta foto a Mylena já estava com seis meses de gravidez. Mas, ainda não sabia
Nesta foto a Mylena já estava com seis meses de gravidez. Mas, ainda não sabia. Crédito: Arquivo pessoal

CONFIRMAÇÃO

O exame de laboratório foi feito no dia 24 de dezembro, véspera de Natal. Para Mylene, foi um suspense passar a data tão especial com a dúvida de se estava grávida ou não. Até que o resultado veio no dia 26: “Deu positivo. E aí foi onde começou todo tumulto. No começo as pessoas pensavam até que eu havia escondido a gravidez. Mas com o passar do tempo fomos vendo que eu não tive nenhum sintoma antes, e a minha barriga estava normal”, disse.

Mesmo com a confirmação, a Mylena não sabia do tempo de gestação. Nas semanas seguintes, já com a “ficha caindo”, ela conta que a barriga começou a crescer. “Todo dia que eu acordava, parecia que crescia um pouco”.

SUSTO

Foi no primeiro exame de ultrassom, realizado no dia 7 de janeiro, que veio o susto. “A médica perguntou se estava tudo pronto. E eu, perguntei: “Oi? Tudo pronto?”. Contei que havia acabado de descobrir e a médica disse que, então, era para eu correr, porque tinha um menino e já estava de 34 semanas e quatro dias. Eu entrei em pânico, chorei horrores, estava muito assustada”, relatou.

Nesta foto a Mylena já estava com sete meses de gestação, ainda sem saber que estava grávida
Nesta foto a Mylena já estava com sete meses de gestação, ainda sem saber que estava grávida. Crédito: Reprodução / Instagram

Acompanhada dos pais, Mylena conta que mesmo com todo o nervosismo, não tinha tempo a perder, já que o filho podia nascer a qualquer momento. Na saída da clínica onde foi realizado o ultrassom, o primeiro destino foi uma feira de itens para bebês, que estava sendo realizada em Vitória na ocasião. “Fomos comprar o enxoval, mala da maternidade, o que precisava de imediato. Nos dias seguintes, eu e minha mãe saímos para comprar mais coisas, a família ajudou”, disse.

Com tudo sendo preparado e a chegada do bebê próxima, um segundo exame de ultrassom deixou a mãe preocupada. A médica disse que a criança estava abaixo do peso e pequeno para a idade gestacional. Por isso, passou uma dieta reforçada para que a Mylena pudesse ganhar peso para o filho.

Foto do ensaio fotográfico da Mylena uma semana antes do nascimento do Vicente
Foto do ensaio fotográfico da Mylena uma semana antes do nascimento do Vicente. Crédito: Arquivo pessoal

A CHEGADA DO VICENTE

No dia 2 de fevereiro, faltando 12 dias para a realização da cesárea, Mylena foi fazer uma caminhada de rotina com os pais. Durante a atividade, a bolsa estourou: chegou a hora do bebê vir ao mundo.“Minha médica estava viajando no dia, então tive que ir para o pronto-socorro e tive o bebê com o plantonista. Eu estava bem nervosa, pois ele não tinha muito o que avaliar. Eu só tinha dois exames de ultrassom”, contou.

Mas, felizmente, deu tudo certo. Com 3,4kg e 48 centímetros, nasceu o Vicente. No início, ainda em choque, Mylena não quis ver o filho, com medo dele ter algum problema de saúde por conta da “gravidez surpresa”. Mas, assim que o médico tirou os panos que enrolavam o filho, ela se deu conta de que tudo tinha dado certo.

“Eu tinha medo de ver. Mas na hora que ele tirou o pano, eu vi que era um bebê bem grande, gordo e saudável. A pediatra colocou ele no meu colo e já pegou ele para os exames. Quando eu cheguei no quarto, minha mãe estava chorando de emoção, dizendo que ele estava perfeito e saudável”.

Vicente em ensaio fotográfico dias após o nascimento
Vicente em ensaio fotográfico dias após o nascimento. Crédito: Arquivo pessoal

Sobre o nome, ela conta que tinha outra preferência. Mas diz que quando soube sobre o significado de Vicente, decidiu escolhê-lo por toda a superação enfrentada.

“O nome ia ser Valentim. Eu sempre quis esse nome. Mas, acabou que um dia veio Vicente na minha cabeça. Eu fui pesquisar e vi que significava um vencedor, aquele que vence. E vi que tinha tudo a ver com o que ele passou nesses oito meses dentro da minha barriga. Já que eu aprontei horrores, muito pela juventude mas também trabalho e com a vida corrida, e ele estava ali, vivo”, contou.

ROTINA

Agora, com seis meses do Vicente recém completados, Mylena fala de como está sendo a rotina de mãe, contando com a ajuda fundamental dos pais.

“No começo era muito difícil, eu me perguntava sempre como seria. Mas, o apoio dos meus pais é fundamental. Eu vivo com eles, então me ajudam todos os dias. Eu ainda passo pelo processo de mudança psicológica por tudo isso. Mas, quando eu olho para ele, parece que as coisas mudam. Eu vejo ele sorrindo, ele me querendo. Isso me mostra o quão especial ele é. Deus quis que ele viesse. Eu tive todos os motivos para perder ele, mas não perdi. E ele está comigo”, disse.

Sobre o pai, Mylena diz que não estão juntos, mas conta que ele dá suporte e acompanha a criação do filho.

Este vídeo pode te interessar

O
O "mesversário" de seis meses do Vicente, comemorado no último dia 2. Crédito: Arquivo pessoal

A Gazeta integra o

Saiba mais
Vitória (ES) gravidez

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.