ASSINE

3° estado que mais vacinou, ES pode ser um dos primeiros a atingir imunidade coletiva

A expectativa foi dada pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, e pelo subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (19)

Vitória
Publicado em 20/04/2021 às 07h09
 GERAL - BRASILIA, COVID-19, VACINAÇÃO DRIVE-THRU CORONAVAC -Profissional de saúde nesta quinta-feira, 18 de março, prepara uma dose da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, antes de aplicar em idoso em um drive-thru. 18/03/2021
Espírito Santo poderá ser um dos primeiros estados do Brasil, ao longo deste ano, a alcançar uma imunidade coletiva por meio da cobertura vacinal. Crédito: MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Espírito Santo pode ser um dos primeiros estados do Brasil a conseguir atingir a imunidade coletiva de sua população, em relação à Covid-19, por meio da vacinação em massa. A expectativa foi dada pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, e pelo subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (19) em Vitória.

"Estamos preparando condições para que o Espírito Santo avance ainda mais na velocidade de vacinação e diante da possibilidade de aquisição de vacinas por parte do governo estadual ou incremento de doses enviadas pelo governo federal, manter a capacidade da vacinação rápida por parte dos municípios capixabas. Dessa maneira, nós entendemos que o Espírito Santo poderá ser um dos primeiros estados do Brasil, ao longo deste ano, a alcançar uma imunidade coletiva por meio da cobertura vacinal", afirmou Nésio.

O secretário de Saúde exaltou ainda o desempenho atual da vacinação no estado, que segundo ele está entre os melhores do país no ranking nacional em relação à porcentagem de pessoas vacinadas com doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

"O Espírito Santo tem demonstrado uma grande capacidade de vacinação contra a Covid-19, alcançamos a condição de terceiro estado do Brasil com maior percentual da população já imunizada pelas doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde. Quando comparada também a proporção entre doses aplicadas e registradas com as doses recebidas pelo ministério também estamos entre a terceira e quarta melhor posição do país", disse.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, ainda fez uma previsão bem otimista sobre a vacinação no Espírito Santo e espera que em breve possa estar vacinando cerca de dois milhões de capixabas.

"Já estamos desenhando todos os cenários inclusive o de ampla disponibilidade de vacinas e já estamos identificando qual mobilização de recursos humanos e materiais serão necessários para imunizar dois milhões de capixabas em um único mês, caso tenhamos condições de adquirir vacinas e simultaneamente aplicar as vacinas que o Ministério da Saúde envia ao Espírito Santo", contou.

Covid-19 Vacinas contra a Covid-19

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.