ASSINE

Pedra da Penha: um paraíso de Cachoeiro de Itapemirim, no ES

Com uma trilha de 2 quilômetros de subida, o destino caiu no gosto do público que curte caminhada e vista espetacular. Veja como chegar

Cachoeiro
Publicado em 02/01/2021 às 08h56
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A trilha para chegar ao mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Crédito: Divulgação

Um dos pontos turísticos de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, está ganhando cada vez mais repercussão entre os moradores e visitantes. O local é a Pedra Penha, que fica na localidade de Alto São Vicente e tem uma visão espetacular da região.

No último ano, além da cultura religiosa no local, que já é tradicional, a Pedra da Pedra tem sido muito procurada pelos moradores e turistas que buscam um bom e radical passeio em meio à natureza, com trilha e cenários para fotos.

Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Restaurante na comunidade. Crédito: Divulgação

“O número de turistas cresceu imensamente, recentemente. O turista chegou antes da gente pensar em turismo. Foi feita uma página na internet para divulgar a Pedra e as pessoas já foram procurando. Antes, as pessoas só vinham na época da Festa da Penha, agora todo fim de semana tem gente. Os nossos maiores clientes são de Vitória”, diz a moradora da comunidade Alessandra Fávero.

TRILHA

A trilha para chegar no mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Segundo a prefeitura, o piso é sólido, com corrimão e escadas de madeira em determinados trechos, e mata fechada, proporcionando sombra ao longo do dia.

Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Pedra da Penha. Crédito: Divulgação

Para subir a Pedra, o turista não precisa agendar nem pagar taxa. O acesso é sempre liberado, exceto em dias de chuva, que pode colocar o turista em risco. Como toda estrutura da trilha e o mirante foram construídos e são cuidados pelos próprios moradores, de forma voluntária, existe um projeto para, futuramente, cobrar uma taxa de visitação.

A ideia é construir um portal na chegada da Pedra e um banheiro, para então, cobrar uma taxa de visitação. “Esse dinheiro será usado para manutenção da trilha, que hoje é voluntária. A gente vê essa necessidade porque aumentou muito o número de pessoas visitando e passando no local”, completa Alessandra.

Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Parte da trilha. Crédito: Divulgação

RESTAURANTE E HOSPEDAGEM

Para quem deseja pernoitar na comunidade, o serviço de hospedagem começou a funcionar neste início de ano.  Já o restaurante, funciona desde o ano de 2019. O estabelecimento funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento, o cardápio varia entre comida no fogão a lenha e petiscos.

“Por enquanto, nós só funcionamos com agendamento, principalmente porque as pessoas costumam vir em grupos, mas, em breve, nosso projeto é ser aberto ao público, sem agendamento. Porque se alguém quiser vir só almoçar, poderemos atender”, fala a proprietária Simone Felippe, que também enviou para a reportagem as fotos que ilustram esta matéria. 

Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Restaurante na comunidade. Crédito: Divulgação

MOVIMENTO NA PANDEMIA

Simone disse também que, por conta da pandemia do novo coronavírus, eles orientavam que, durante o período de fechamento dos restaurantes, as pessoas não fossem visitar a Pedra, mesmo sendo um local aberto, para evitar a propagação do vírus. Agora, com a flexibilização das atividades econômicas, o restaurante recebe os grupos de turistas, respeitando o limite de público e o distanciamento.

“A pandemia diminuiu bastante o movimento. A gente estava a todo vapor e precisamos parar e adequar. E mesmo a Pedra sendo pública, a gente pedia que não viesse naquele momento, depois, conforme a liberação do decreto municipal, a gente foi voltando com todos os cuidados", afirma. 

TURISMO RELIGIOSO

A trilha que leva ao pé da Pedra, onde tem um altar com a imagem de Nossa Senhora da Penha, padroeira do Espírito Santa, foi construída por volta de 1930 e, desde então, os moradores organizam uma festa todos os anos, logo após a Páscoa, com a subida à Pedra.

“A festa, geralmente, é feita em dois dias, organizada pela comunidade. No dia de Nossa Senhora da Penha, a gente celebra a missa lá em cima. Vem muita gente devota, até de longe, pagar promessa ali. A visitação religiosa é centenária”, finaliza Alessandra.

COMO CHEGAR

Saindo de Cachoeiro, pegar a ES-482 que leva até Jerônimo Monteiro e, nela, quebrar para a ES-166. No km 6, estará a entrada para a comunidade de São Vicente. São 15 km da ES-166 até São Vicente. Informações pelos telefones: (28) 99916 - 0050 e (28) 99981 - 7588.

Pedra da Penha: paraíso em Cachoeiro de Itapemirim

Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A trilha para chegar ao mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A caminhada é em boa parte de mata fechada, proporcionando sombra ao longo do dia. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A trilha para chegar ao mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Toda estrutura da trilha e o mirante foram construídos e são cuidados pelos próprios moradores. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Toda estrutura da trilha e o mirante foram construídos e são cuidados pelos próprios moradores. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
O cardápio varia entre comida no fogão a lenha e petiscos. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Para subir a Pedra, o turista não precisa agendar nem pagar taxa. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Tradicionalmente, no dia da Nossa Senhora da Penha tem missa no local. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A Pedra da Penha fica na localidade de Alto São Vicente e tem uma visão espetacular da região. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A trilha para chegar no mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
Toda estrutura da trilha e o mirante foram construídos e são cuidados pelos próprios moradores. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A Pedra da Pedra fica na localidade de Alto São Vicente. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A Pedra da Penha fica na localidade de Alto São Vicente e tem uma visão espetacular da região. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
A trilha para chegar ao mirante tem 2 quilômetros de subida e uma altitude de 1.200 metros. Divulgação
Com uma trilha de dois quilômetros de subida, o local caiu no gosto do público que curte caminhada e uma bela vista.
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento. Divulgação
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento
O restaurante funciona aos sábados, domingos e feriados, somente por agendamento

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.