ASSINE

Parque do Forno Grande: 7 atrativos para conhecer na região em Castelo

Colheita de morangos, cafeterias, restaurantes e plantação de lavandas, além de cachoeira e piscinas naturais, são alguns encantos da região do Parque Estadual do Forno Grande

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 10/09/2021 às 15h58
Forno Grande fica no interior de Castelo, no Sul do Espírito Santo
O Parque Estadual do Forno Grande fica no interior de Castelo, no Sul do Espírito Santo . Crédito: Raiane Barbosa

Após um dos pontos turísticos mais importantes de Castelo, no Sul do Espírito Santo, reabrir suas portas, alguns moradores viram nascer novas oportunidades. Com a chegada de mais visitantes para desfrutar das belezas naturais do Parque Estadual do Forno Grande, na zona rural do município, o lugar também passou a oferecer mais aos turistas. Atualmente, além das belezas naturais, a região abriga cafeterias, pousadas, restaurantes e até uma plantação de lavandas — opções para ir além da visitação ao parque.

Dona de uma plantação de morangos, Joelma Barbosa Kuster mora há 32 anos no local e, há cerca de dois, viu a região ganhar um novo olhar dos turistas. Sua família já trabalha plantando morangos há 25 anos. A produção, que antes era em canteiros abertos no chão, atualmente funciona em canteiros suspensos e aberto aos visitantes, que colher seus próprios frutos.

“Agora, o morango é produzido o ano todo, não apenas no inverno. Investimos alto, mas o retorno tem sido bom. Abrimos o 'pague e colhe' no canteiro suspenso há algumas semanas. Pensei que atenderia duas ou três pessoas, mas estão marcando grupos para visitação. Tem gente o fim de semana todo. Não imaginava daria tão certo, estou gostando muito”, comemora a produtora.

Para incentivar o turismo, a moradora Raiane Barbosa conta que viu a necessidade de divulgar tudo o que havia na região e começou esse trabalho há dois anos. “Temos um potencial turístico grande, com muitas coisas para fazer, como o parque, o cruzeiro, além de queijaria, cervejaria e restaurante que vão abrir, que antes não tinha. O turismo vem crescendo muito aqui. Um dia não faz tudo que a região oferece”, conta a moradora, que divulga o lugar por meio da rede social @fornograndetour.

CRESCIMENTO DA REGIÃO: NOVOS NEGÓCIOS E VISIBILIDADE

Para acompanhar o crescimento do segmento de ecoturismo, empresários e produtores da região vêm recebendo capacitação e as estradas de acesso aos locais serão pavimentadas em breve, garante o secretário Municipal de Turismo e Cultura, Giani Márcio Coradini.

“A secretaria, em parceria com o Sebrae, faz um trabalho de consultoria e, em 40 dias, serão lançados cerca de 20 empreendimentos na região do Forno Grande. Estão para abrir restaurante, cafeteria, lanchonete, lavandário e olival, entre outros empreendimentos”, adiantou.

A secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, pontua que a pandemia colaborou para a visibilidade da região. “Com a pandemia, as pessoas buscaram espaços abertos e o turismo regional ganhou expressão. Percebemos, nesse momento, uma oportunidade de incremento da atividade turística”, disse.

ONDE FICA O PARQUE ESTADUAL DO FORNO GRANDE

A localidade de Forno Grande tem como ponto de referência principal o parque estadual. O espaço foi reaberto em 2019, após ficar fechado por quase 20 anos devido aos impactos causados pela visitação descontrolada.

Local fica a cerca de 24 km de outra badalada rota turística — o Parque Estadual Pedra Azul, em Domingos Martins. Seguindo os passos do vizinho, Castelo também quer atrair o público para visitas, aos fins de semana, a pousadas da região.

Uma das opções para chegar ao local é acessando a ES 164, rodovia que liga Vargem Alta à BR 262. Depois, é preciso seguir pela ES-477 e seguir por essa via por cerca de 20 km, se orientando pelas placas indicativas do parque no trajeto.

CONFIRA A LISTA COM 7 ATRATIVOS DA REGIÃO:

  1. A Gazeta - d622gbdmiff
    01

    Cachoeira

    A cerca de 400 metros do centro de visitantes da entrada do Parque Estadual do Forno Grande, seguindo por trilha, é possível conhecer a cachoeira que recebe o mesmo nome do local. Segundo informações do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), é uma cachoeira temporária de 30 metros de altura, com água nos meses de verão. Mais informações sobre o parque podem ser obtidas por meio do Iema pelo email: [email protected] ou telefone: (27) 3636-2500.

  2. A Gazeta - mtb7dzr
    02

    Piscinas naturais

    A 1.200 metros do centro de visitantes do parque, estão as piscinas naturais formadas e trabalhadas pela água nas fraturas da rocha. Devido à presença mineral nas rochas, assim como da matéria orgânica de plantas em decomposição, a água ganha um tom amarelado.

  3. A Gazeta - luig410oms
    03

    Pico do Forno Grande

    O pico, que tem o mesmo nome do parque, é o segundo ponto mais alto do Estado, com 2.029 metros de altitude, ficando atrás do Pico da Bandeira, com 2.892 metros de altitude. O horário de funcionamento é das 8h às 16h, sem necessidade de agendamento. A trilha pode ser feita somente até as 14h.

  4. A Gazeta - fppvwtjtzcf
    04

    Cafeteria

    Com um cenário inusitado e temático, uma opção para saborear um bom café é na cafeteria Café na Tuia. O espaço charmoso e aconchegante funciona aos sábados, das 9h às 19h, e aos domingos, das 9h às 16h. O contato para mais informações é (28) 99966-8802. 

  5. A Gazeta - xno1wa
    05

    Colheita de morangos

    A colheita dos Morangos Kuster fica às margens da rodovia que dá acesso ao parque. No local, o cliente pode ir colhendo e degustando, com direito a leite condensado para saborear o fruto na hora. A venda de morangos custa R$ 20 o quilo. Aos sábados e domingos, o local funciona das 9h às 16h. Para visitar durante a semana, de segunda a sexta-feira, é necessário fazer o agendamento pelo número (28) 99978-5008.

  6. A Gazeta - tjy0f3nf7
    06

    Pousada

    A Casa do Lago é uma das opções de hospedagem no Parque Estadual do Forno Grande. Próximo à pousada, há restaurante e cafeteria, com uma linda vista da região, em fase de conclusão. Para alugar o espaço basta ligar para o (28) 99972-5006. 

  7. A Gazeta - yr650y2p
    07

    Plantação de lavanda

    Na rota do Parque Estadual do Forno Grande há uma plantação de 10 mil pés de lavanda. Segundo o proprietário Gustavo Gussão Casagrande, o espaço deve ser aberto ao público em breve, pois está em andamento uma estrutura para receber turistas. Entretanto, o lavandário já garante lindas fotos. O contato para saber mais sobre o lugar é (28) 99994-1204.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.