"BBB20" chega ao final nesta segunda (27) consagrando as mulheres

Thelma Assis, Rafa Kalimann e Manu Gavassi estão na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão; vencedora será conhecida logo após a exibição de "Fina Estampa", na Rede Globo.

Publicado em 27/04/2020 às 09h11
Atualizado em 27/04/2020 às 09h12

O "Big Brother Brasil 20" chega ao final nesta segunda-feira (27), na Globo, com status de edição histórica. Não apenas pelo fato de o 10º paredão do programa, com os participantes Felipe Prior, Manu Gavassi e Mari Gonzalez, ter batido recorde mundial com mais de 1,5 bilhão de votos no Gshow - o que valeu à atração o certificado do Guinness World Records, entregue no sábado, 25, ao apresentador Tiago Leifert.

Manu, Thelma e Rafa disputam o prêmio máximo do
Manu, Thelma e Rafa disputam o prêmio máximo do "BBB 20", que termina nesta segunda (27). Crédito: Globo/Divulgação

É um conjunto de fatores que confere o título a esta edição, incluindo aí a votação recordista. Um deles é a final formada por três mulheres, com Thelma Assis, Rafa Kalimann e Manu Gavassi, que disputam R$ 1,5 milhão - Babu, único homem que ficou entre os quatro finalistas, foi eliminado no sábado (25).

Interessante perceber como a final feminina encerra uma narrativa que começou com a união das mulheres (ou, pelo menos, grande parte delas) - e seu consequente protagonismo.

Naquele momento, alguns homens articulavam um plano de sedução das participantes que eram comprometidas do lado de fora da casa, tendo como alvo primeiro a influencer Mari Gonzalez. Sabendo das intenções dos brothers, duas participantes, Marcela McGowan e Gizelly Bicalho, escancaram o "teste de fidelidade" para as demais mulheres, e todas elas juntas foram tomar satisfação dos homens, que, depois desse episódio, um a um, foram eliminados.

ACERTOS

A escolha do elenco do programa, incluindo famosos e desconhecidos, foi outro acerto. Com um grupo bem diversificado, temas relevantes, como feminismo e racismo, foram tratados com propriedade por pessoas que tinham lugar de fala para tal.

E, claro, não se pode ignorar que o "BBB 20" foi exibido num momento adverso, em pleno período de pandemia, o que obriga as pessoas a ficar em casa e, consequentemente, aumenta o engajamento delas com alguns programas e séries. Por causa do sucesso, o reality ganhou quatro dias a mais. Diretor do programa, Boninho já avisou em suas redes: um "BBB 21" está sendo preparado.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.