ASSINE

"Sorvetinho Podcast" estreia trazendo a trajetória de talentos da música capixaba

Atração chega às plataformas nesta sexta-feira (15) tendo como convidado o pianista, "beatmaker" e produtor musical Pedro Tibery

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 14/10/2021 às 09h03
Pedro Tibery será o convidado do primeiro episódio do programa
Pedro Tibery será o convidado do primeiro episódio do programa "Sorvetinho Podcast". Crédito: Marcela Sampaio/ Reprodução do Instagram @ptibery

Após lançar duas playlists no Tidal com faixas de destaque da cena capixaba, o radialista e produtor cultural Daniel Morelo agora investe em outro formato digital para difundir a música do Estado, o podcast. 

Nesta sexta (15), estreia a primeira temporada do "Sorvetinho Podcast", canal de entrevistas do "Sorvetinho FM", programa diário da Rádio Universitária FM (apresentado por Morelo) que apresenta boa parte da diversidade da música atual produzida no Espírito Santo.

Disponível no Spotify e YouTube, a atração contará com 12 episódios diários, sendo que, em cada um deles, o radialista recebe um artista do cenário capixaba para um bate-papo franco. Em pauta, temas como carreira, aprendizados e projetos. 

"O podcast nasceu de uma demanda do programa de rádio, que pedia a criação de conteúdos mais aprofundados sobre artistas do nosso estado. Antes, o 'Sorvetinho FM' contava com três horas e era possível realizar entrevistas mais extensas. Com o novo formato e horário, ficou mais focado na difusão da música independente", destacou Daniel Morelo, que comanda a atração radiofônica há cerca de seis anos.

No primeiro episódio, destaque para a presença do pianista, "beatmaker" e produtor musical Pedro Tibery, que tem se destacado na cena rap nacional, falando, entre outros assuntos, de sua carreira e de novos projetos.

Além de Tibery, são convidados da temporada de estreia do "Sorvetinho Podcast" nomes como Fepaschoal, Douglas Lopes, Izar, Bella Nogueira, Cainã Morellato, Joana Bentes, Manfredo, Diego Lyra, Gabriela Brown, Renato Casanova (da banda Casaca) e Maria Barros, da banda Mary Di. Cada episódio dura cerca de uma hora. 

"Os capítulos contam, de forma bem detalhada, a trajetória de cada convidado. Diversidade foi o mantra usado para selecionar os participantes, seja ela artística, geracional, política ou visual. Também optamos por escolher representantes de Norte a Sul do Estado. São revelações que, muitas vezes, não temos a oportunidade de descobrir", complementa, dizendo que a ideia inicial é fazer do podcast uma atração complementar ao programa de rádio. Portanto, espere outras temporadas. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.