ASSINE

Comandado por Silvero Pereira, Tributo a Belchior é destaque em festival do ES

TendaLab acontece, de 23 a 25 de abril, no YouTube, e contará também com recorte da produção musical capixaba em três apresentações que transitam por diferentes gêneros

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/04/2021 às 15h36
cultura
TendaLab contará com Silvero Pereira em Tributo a Belchior. Crédito: Ensaio geral | TendaLab

Estimular e aquecer a produção cultural nas cidades através de diversas linguagens artísticas: essa é a proposta da TendaLab, que acontece entre os dias 23 e 25 de abril (de sexta a domingo), a partir das 19h, em formato online e gratuito, no canal de YouTube do Festival de Cinema de Vitória. O projeto é uma realização da Galpão Produções, que neste ano conta com recursos da Lei Aldir Blanc e traz um Tributo a Belchior, apresentado pelo ator, cantor e diretor Silvero Pereira, que ganhou destaque na novela "A Força do Querer" e no longa "Bacurau".

Em três dias de programação, o público poderá conferir apresentações musicais exclusivas, retrospectiva das três primeiras edições da Mostra de Videoclipes (originalmente exibidas no Festival de Cinema de Vitória), o lançamento da Revista Tenda e a Exposição Fotográfica Digital. "A mostra foi pensada para o formato virtual com o objetivo de atender as demandas atuais em função da pandemia. O público vai poder conferir toda a programação no conforto e segurança do seu lar", explica a diretora da Galpão Produções, Lúcia Caus.

Para Silvero, o evento capixaba tem função primordial durante o atual momento de pandemia. "Eu acredito que ações como esta do festival - e tantas outras que estão acontecendo na pandemia - são fundamentais enquanto respiro. Elas permitem que a arte e a cultura permaneçam vivas em nosso país", iniciou.

TRIBUTO A BELCHIOR

Destaque na TendaLab, o Tributo a Belchior abre a programação, na sexta-feira (23), às 19h. O show será comandado por Silvero, que terá a companhia Banda Paralela, formada pelos músicos capixabas Fepaschoal, Brunu Chico e Natália Arrivabene. A apresentação é especial, pois é o primeiro trabalho dos músicos com o global e visa relembrar os quatro anos da morte do cearense, marcada pelo dia 30 de abril.

"Foi muito especial preparar esse show porque eu não conhecia nenhum dos músicos. A gente se conheceu no dia do ensaio geral. Foi um encontro muito especial porque parecia que a gente já se conhecia há muito tempo, houve uma conexão direta e o resultado foi muito bonito. Estou muito feliz de fazer esse show e por ser em Vitória, onde todas as vezes que vou faço laços ainda mais afetivos", disse o global.

artista cearense
Silvero interpreta Belchior em tributo no TendaLab. Crédito: Ensaio geral / Tenda Lab

Do repertório, é possível esperar 11 clássicos do artista cearense, como "Hora do Almoço", "Velha Roupa Colorida", "Apenas Um Rapaz Latino Americano" e "Sujeito de Sorte". "Desde pequenininho eu sempre ouvi Belchior porque meu pai sempre foi um apreciador da música brasileira. Isso é muito especial, sendo ele um homem analfabeto, pedreiro, mas que sempre fez questão de introduzir a música em casa. Mas foi há 20 anos, dentro de um festival de teatro, que comecei a prestar atenção na letra de fato, nas composições inclusive políticas, com o interesse que ele tinha de provocar, questionar a nossa sociedade, que o torna ainda mais atemporal. Acabei admirando ainda mais a obra", disse.

Silvero Pereira

Artista nacional

"Estou muito empolgado com o que a gente vai ver dessa apresentação. Além desse show, que está sendo feito com muito carinho, eu espero que as pessoas realmente estejam ali presentes, pois é um show que quer falar sobre amor, afeto, política, relações, arte, encontros. Vai ser extremamente emocionante. Espero que as pessoas apreciem esse momento"

O artista ainda antecipou, em conversa com a reportagem, que a preparação para o show tem relação com outro trabalho que está fazendo para o teatro, chamado "Hamlet a Palo Seco". Para o desenvolvimento da peça, o ator tem pesquisado a obra de Shakespeare em conjunto às músicas políticas de Belchior.

"Venho pesquisando a história dele e as canções, principalmente porque ele tem muitas referências de Shakespeare em suas obras. Fui para Vitória para iniciar um outro processo de direção e tive a oportunidade de reencontrar a Lúcia Caus, que, em uma conversa, falou do TendaLab e eu comentei sobre a pesquisa do Belchior. Ela então fez o convite para que a gente fizesse o show dentro do evento", explicou.

Sobre a identificação entre os dois, Silvero explica que não teria como ser diferente e comparou: "tantos anos atrás um cara que sai do interior, da cidade de Sobral, vai estudar em Guaramiranga, se torna artista com uma responsabilidade imensa para a história da música brasileira, isso é de grande referencialidade. Mostra a possibilidade de vencer no meio da adversidade, no meio do sertão, que também é origem minha, com pouquíssimas políticas públicas para a Cultura", refletiu.

artista cearense
Silvero interpreta Belchior em tributo no TendaLab. Crédito: Ensaio geral / Tenda Lab

DEMAIS ATRAÇÕES

A programação musical da TendaLab, selecionada por meio de Edital de Chamamento Público, apresenta também um recorte da produção musical capixaba, com três apresentações que transitam por diferentes gêneros e mostram a pluralidade da música produzida no Espírito Santo.  "O público poderá conferir shows inéditos de capixabas extremamente talentosos de gerações e gêneros diferentes. A atração nacional convidada, Silvero Pereira, um dos artistas mais versáteis e talentosos da sua geração, que se uniu a Banda Paralela, formada só por ótimos músicos capixabas", resume Lúcia.

Na sexta-feira (23), após o Tributo a Belchior, a banda Zé Maholics toma conta do festival com as canções dos EPs "Zé Maholics" e "Macaco Politizado". No sábado (24), às 19 horas, quem sobe ao palco é a cantora Eloá Eler, que traz em suas canções referências afro-indígenas, que se unem a delicadeza das suas interpretações. “A pessoa que assistir ao show vai ouvir estes elementos da natureza e eles são sentidos. E eu não consigo imaginar entrar num palco que não tenha uma referência natural” explicou a cantora.

Quem encerra a programação, no domingo (25), às 19 horas, é o cantor e compositor Juliano Gauche. Com quase duas décadas de estrada o músico realiza uma apresentação intimista, entre violões e guitarras, e faz um passeio pela sua carreira solo e toca as músicas dos álbuns "Juliano Gauche" (2013), "Nas Estâncias de Dzyan" (2016) e "Afastamento" (2018), além do EP "Bombyx Mori" (2020).

A apresentação marca o reencontro de Juliano, que mora em São Paulo, com o ES. “Estou preparando algo muito especial para mostrar o que eu estou fazendo porque faz tempo que eu não exponho aqui. Então, para mim, é um grande presente poder participar dessa mostra pra realizar essa reconexão”.

cultura
Juliano Gauche é um dos destaques doTendaLab. Crédito: Divulgação | TendaLab

SERVIÇO

  • PROGRAMAÇÃO

  • Sexta-feira (23)
  • 14h Lançamento Revista Tenda
  • 19h Abertura Exposição Fotográfica Digital e Tributo a Belchior, com Silvero Pereira e Banda Paralela
  • 20h Zé Maholics
  • 21h Mostra de Videoclipes - Dia Um

  • Sábado (24)
  • Revista Tenda e Exposição Fotográfica Digital
  • 19h Eloá Eler
  • 20h Mostra de Videoclipes - Dia Dois

  • Domingo (25)
  • Revista Tenda e Exposição Fotográfica Digital
  • 19h Juliano Gauche
  • 20h Mostra de Videoclipes - Dia Três

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.