ASSINE

Carnaval 2021: Vitória e escolas de samba discutem ideia de apresentações on-line

Em função da pandemia, até o momento não houve nenhum repasse financeiro para a Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge). De acordo com a prefeitura, até a próxima semana todas essas definições sobre a festa serão anunciadas

Vitória
Publicado em 28/01/2021 às 14h42
Atualizado em 28/01/2021 às 14h42
MUG entra na avenida com o enredo
Com o enredo "Oby – O Imaculado Santuário das Lendas", a Mocidade Unida da Glória foi vice-campeã do Carnaval Capixaba em 2020. Crédito: Fernando Madeira

Está cada vez mais distante a possibilidade de acontecer o desfile presencial das escolas de samba de Vitória em 2021. Com as atividades paralisadas por conta da pandemia do novo coronavírus, e com o cancelamento das apresentações em fevereiro, as agremiações estão negociando com a Prefeitura Municipal de Vitória algumas possibilidades para a realização da festa. 

Procurada pela reportagem do "Divirta-se", de A Gazeta, a Secretaria Municipal de Cultura informou que está realizando uma série de reuniões com as escolas. Através de nota, a secretaria informou que "o subsecretário municipal de Cultura, Luciano Gagno se reuniu no final da tarde de ontem (27) com a Liga do Grupo Especial do Carnaval de Vitória (Liesge), para discutir a possibilidade de realizar alguma ação de Carnaval em formato virtual".

A Semc também informou que, em função da pandemia, até o momento não houve nenhum repasse financeiro para a Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge). De acordo com a Secretaria de Cultura do município, até a próxima semana todas essas definições sobre a festa serão anunciadas.

Nesta quinta-feira (28), a reportagem do Divirta-se também entrou em contato com Edson Neto, presidente da Liesge, para comentar a possibilidade das apresentações em formato on-line. O dirigente confirmou que uma série de reuniões com a Prefeitura de Vitória devem acontecer durante os próximos dias e que decisão sobre o desfile de 2021 deve sair até a próxima semana. 

INDEFINIÇÕES

Cancelado em fevereiro, por conta da crise sanitária, mas com a possibilidade de ocorrer em julho, os desfiles das escolas de samba do carnaval capixaba (considerado terceiro maior do país) ainda estão cercados por indefinições. 

Edson Neto, presidente da Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge), afirmou, em entrevista a Rádio CBN Vitória no dia 9 de janeiro, que há um consenso entre as agremiações que, se em abril ainda houver um risco considerável de contágio e a vacinação não tiver alcançado boa parte da população, as apresentações podem ficar para 2022.

O dirigente já tinha previsto a realização do evento em julho de 2021, assim como as ligas do Rio de Janeiro e São Paulo. Isso, é claro, se a pandemia estiver sob controle. Em São Paulo, o desfile ainda não foi cancelado. No Rio de Janeiro, porém, o prefeito Eduardo Paes anunciou pelas redes sociais na semana passada que não haverá desfile neste ano e que a festa na Marquês de Sapucaí deve retornar em 2022.  

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.