ASSINE

Aglomerações em bares da Grande Vitória revoltam internautas; veja as imagens

Internautas enviaram imagens de estabelecimentos de Vitória e Vila Velha com clientes curtindo sem máscara e próximos

Rede Gazeta
Publicado em 13/11/2020 às 21h00
Aglomeração: clientes curtindo durante a pandemia no Beb's, em Vitória, e no Let's, em Vila Velha
Aglomeração: clientes curtindo durante a pandemia no Beb's, em Vitória, e no Let's, em Vila Velha. Crédito: Instagram/@bebsvitoria/@electric_gene

A noite de quinta-feira (12) foi animada nos bares da Grande Vitória, a ponto de irritar alguns internautas. Tanto que alguns enviaram imagens de aglomerações em dois estabelecimentos para a redação de A Gazeta, revoltados com a situação. Na última semana, a taxa de transmissão do novo coronavírus voltou a crescer no Espírito Santo, segundo dados do painel Covid ES. Na Grande Vitória, a taxa passou de 0,91 para 1,15.

"Então podemos comemorar fim de pandemia?", comentou um internauta, que não quis ser identificado, ao enviar as imagens do Beb's, em Vitória. "Tá tudo normal. O vírus não gosta de balada. Deve ser isso, né?!", comentou outro que enviou imagens da unidade de Vila Velha do Let's. 

Nos vídeos de ambas as casas, é possível ver frequentadores sem máscaras e ignorando as regras de distanciamento social estabelecidas pelo Governo do Estado, sem qualquer fiscalização dos espaços. As imagens, inclusive, estavam presentes nas redes sociais de uma das casas e de uma das atrações do outro estabelecimento citado. Confira os vídeos abaixo.

Vale lembrar que o decreto do Governo do Estado também proíbe espaços de dança ou qualquer outro que gere aglomeração. Nos vídeos feitos por clientes e repostados nos stories do Instagram do Beb's, na quinta-feira (12), o público aparece curtindo um show próximo ao palco, e o salão da casa cheio de pessoas quando um DJ toca.

A partir do vídeo publicado por Eletric Gene, uma das atrações da festa "Perfect Club", que aconteceu no Let's Vila Velha, na quinta (12), é possível ver clientes dançando próximo à cabine do DJ sem máscara num espaço pequeno.

OUTRO LADO

De acordo com o diretor do Let’s Vila Velha, Kaedy Azevedo, o bar tem seguido as normas de segurança estabelecidas pelo governo e o evento cumpriu as exigências de capacidade reduzida e distanciamento das mesas. "Porém, a casa tem dois andares. Então as vezes as pessoas descem e ficam mais próximas ao palco, mas a gente nem pista de dança tem", explica Kaedy.

"Não tem como a gente obrigar as pessoas a ficarem sentadas, então muita gente levanta e dança ao lado da mesa. É normal que as pessoas circulem e dancem em volta das mesas. Quando você vê o vídeo, parece que as pessoas estão aglomeradas, mas na prática está todo mundo em sua mesa”, destaca o diretor. As imagens, porém, mostram pessoas bem próximas ao palco.

Kaedy ainda comenta que situação semelhante acontece em estabelecimentos da Praia da Costa e Praia do Canto, onde, segundo ele, o público mais jovem costuma se levantar para dançar. "Nos bares da Praia do Canto é normal que aconteça isso, né. Já é comum que as pessoas levantem e dancem perto do palco", desabafa ele, comentando ainda que o Let's Vila Velha tem álcool em gel em todas as entradas a na porta dos banheiros e cumpre todas as normas.

A reportagem entrou em contato com o Beb’s Bar Vitória, mas até o fechamento da reportagem não obteve resposta sobre a fiscalização interna e os motivos do desrespeito às regras de distanciamento. 

E A FISCALIZAÇÃO?

Vendo toda a situação, os internautas ainda perguntam sobre a fiscalização dos espaços, que divulgaram em suas redes sociais programações para o fim de semana. Em matéria recente de A Gazeta, o Governo do Estado reforçou que a fiscalização dos estabelecimentos cabe às prefeituras, com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), por meio da Polícia Militar.

Em nota, a Prefeitura de Vila Velha informou que as ações de fiscalização do município são realizadas de forma ordinária, pontual e a medida em que haja denúncias. E reforçou a orientação para que as pessoas obedeçam às recomendações sanitárias.

Já a Prefeitura de Vitória informou, em nota, que orienta e fiscaliza estabelecimentos comerciais e de serviços por meio do Comitê de Ordem Pública. A prefeitura reforça que não é permitido público em pé e pista de dança.

CONFIRA AS NOTAS DAS PREFEITURAS NA ÍNTEGRA

“A Prefeitura de Vila Velha informa que as ações dos órgãos de fiscalização do município são realizadas de forma ordinária, pontual e a medida em que hajam denúncias já que o município está com risco baixo de contaminação da Covid conforme mapa do Governo do Estado. A Prefeitura orienta para que os munícipes obedeçam as recomendações sanitárias. Em caso de denúncias, mensagens devem ser enviadas para o disque-aglomeração pelo telefone Whatsapp (27 99802-5324) do "Plantão Coronavírus” ou pela Ouvidoria Municipal (162).”

“A Prefeitura Municipal de Vitória informa que orienta e fiscaliza estabelecimentos comerciais e de serviços por meio do Comitê de Ordem Pública, formado por fiscais da Vigilância Sanitária, fiscais de Posturas da Sedec, agentes da Guarda Municipal, PM e Bombeiros. O Comitê atua em bares e restaurantes especialmente às sextas, sábados e domingos. As denúncias feitas pelo telefone 156 são investigadas e ajudam a direcionar ações do Comitê com objetivo de coibir eventos não autorizados e que possam gerar transtorno e aglomerações. Atividades como casas de shows e boates estão proibidas. O que admite-se são restaurantes e bares com música, porém com público sentado e sem pista de dança.”

*Daniel Reis é aluno do 23° Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta, sob orientação do editor Erik Oakes.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.