ASSINE

Pluto TV chega ao Brasil para concorrer com TV aberta

Começando com 24 canais, plataforma de streaming será gratuita e terá como foco as classes C, D e E

Publicado em 11/12/2020 às 15h26
Atualizado em 11/12/2020 às 15h26
Tela do novo serviço de streaming gratuito Pluto TV, que chega ao Brasil para concorrer com a TV aberta
Tela do novo serviço de streaming gratuito Pluto TV, que chega ao Brasil para concorrer com a TV aberta. Crédito: ViacomCBS

Um serviço de streaming totalmente gratuito, que não precisa de cartão de crédito nem mesmo de registro. Assim é a Pluto TV, que acaba de ser lançada no Brasil pela ViacomCBS, um dos maiores conglomerados de mídia e entretenimento do mundo.

De cara, estão disponíveis 24 canais fixos, incluindo Nick Jr. Club, Nick Clássico, Naruto, Pluto TV Anime, Os Três Patetas, cinco filmes e Porta dos Fundos, com a estreia do novo especial de Natal da turma de comediantes. Três outros entram no ar em 18 de dezembro: As Pistas de Blue e Você, Turma da Mônica e Pluto TV Cine Família. Três canais pop-up ficam no ar até o final do mês: Pluto TV Cine Natal, Pluto TV Clima de Natal e Pluto TV Músicas de Natal.

"A gente pretende criar coisas novas mensalmente", disse Maurício Kotait, gerente-geral da ViacomCBS no Brasil, em evento virtual para a imprensa. No futuro, há planos de um pop-up de Star Trek, por exemplo. O objetivo é chegar até o final de 2021 com 60 canais e 7.800 horas de conteúdo.

Com 36 milhões de usuários ativos por mês e presença em 24 países, a Pluto TV chega ao Brasil para disputar espaço com a TV aberta. "Na nossa opinião, a gente vai conquistar o Brasil de forma muito forte. As pessoas que gostam de TV aberta e de streaming vão ter na Pluto uma grande opção", disse Kotait. Os planos são ambiciosos.

"A estratégia é dominar o streaming no Brasil", disse Rogério Francis, vice-presidente de CDM da ViacomCBS na América Latina.

Segundo Francis, o alvo são as classes C, D e E. "Há uma sede de demanda de conteúdo da população que infelizmente não tem a capacidade financeira de pagar uma TV por assinatura. Este é o serviço que esse público esperava", afirmou. Kotait completou: "A gente quer falar com todos os brasileiros".

Num primeiro momento, a expectativa é de atrair mais jovens, que têm mais familiaridade com a tecnologia. "Mas com o passar do tempo a gente deve ter bastante adulto e criança. O espectador pode esperar todo tipo de conteúdo, novo, antigo, nem tão antigo assim", disse ele. Já estão disponíveis desde longas como Blue Jasmine e Crô até seriados clássicos como Jeannie É um Gênio. Por enquanto, não há planos de fazer produções originais.

Além da programação linear, como da televisão normal, a Pluto TV terá diversos conteúdos disponíveis em vídeo on demand. Haverá intervalos comerciais, totalizando cerca de 10 minutos por hora.

A chegada da Pluto TV não vai atrapalhar os canais da companhia disponíveis na TV por assinatura, como MTV, Nickelodeon, Nick Jr., Comedy Central e Paramount Network. "Não há competição", afirmou Francis.

"A Pluto TV traz essa experiência para um universo da população que não tem acesso a conteúdo de qualidade. Tão logo esse público tenha condições econômicas de acessar uma TV por assinatura, ele vai querer ter mais conteúdo do que tem hoje. A gente vai usar a Pluto TV para trazer gente para a TV por assinatura."

Segundo ele, também não há concorrência com o serviço de streaming Paramount+, que chegou ao Brasil em 2019, mas vai ser relançado ano que vem, com quatro vezes mais conteúdo do que hoje - a expectativa é incluir séries de CBS All Access e Showtime. "A Paramount+ que a gente vai lançar no próximo ano terá produções novas e premium. A Pluto TV é um produto da ViacomCBS, mas não tem só coisas da ViacomCBS."

A Pluto TV pode ser acessada pela internet (pluto.tv), em aplicativos para Android e iOS, além de Amazon Fire TV, Android TV, Apple TV, Chromecast e Roku.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cultura Televisão Streaming

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.