Netflix vai promover campanha para o ator Chadwick Boseman ser indicado ao Oscar

Ator morto em agosto, aos 43 anos, está no filme 'A Voz Suprema do Blues', que estreia em dezembro; ele ainda pode concorrer como melhor ator coadjuvante em 'Destacamento Blood', de Spike Lee

Publicado em 22/10/2020 às 13h42
O ator Chadwick Boseman no filme
O ator Chadwick Boseman no filme "Pantera Negra". Crédito: Marvel Studios/Divulgação

A Netflix vai promover uma campanha para que o ator Chadwick Boseman, morto em agosto passado, aos 43 anos, receba homenagem no Oscar 2021. Segundo a revista Variety, Boseman deve ser indicado na categoria melhor ator por seu trabalho em "A Voz Suprema do Blues", que estreia no dia 18 de dezembro.

Vítima de um câncer, o ator seria o segundo indicado ao prêmio depois de morrer. A primeira vez foi com Massimo Troisi, com o filme "O Carteiro" (1995).

Boseman também pode ser indicado como melhor ator coadjuvante em "Destacamento Blood", de Spike Lee. Nesse caso, o ator será o terceiro a concorrer de maneira póstuma. Em 1984, Ralph Richardson foi indicado por "Greystoke: A Lenda de Tarzan, o Rei da Selva" e Heath Ledger venceu por "O Cavaleiro das Trevas", em 2008.

A "Voz Suprema do Blues" é baseada na peça Ma Rainey's Black Bottom, de August Wilson, e acompanha a famosa cantora de blues, interpretada por Viola Davis, durante a gravação de um de seus discos na década de 1920, em Chicago (EUA).

Cinema Oscar Cultura

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.