"Festival Varilux Em Casa" traz 50 filmes franceses de graça até agosto

Mostra, que acontece via streaming, contará com alguns títulos que fizeram sucesso em edições passadas. Festival presencial ainda espera data de realização

Publicado em 28/04/2020 às 14h22
Atualizado em 29/04/2020 às 16h33
Cena do filme
Cena do filme "Graças a Deus", de François Ozon. Crédito: Califórnia Filmes

Os fãs dos grandes atores do cinema francês, como Gérard DepardieuIsabelle HuppertCatherine DeneuveJuliette Binoche, entre outros astros do audiovisual do país europeu, ganharam um motivo a mais para ficar em casa durante o período de quarentena e de isolamento social, necessários para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Até agosto, o público poderá conferir uma seleção de 50 filmes que integraram quase todas as edições do "Festival Varilux de Cinema Francês" para assistir no conforto do seu lar. E o que é melhor: totalmente de graça.

Para embarcar nessa "orgia cinéfila", basta acessar o link www.festivalvariluxemcasa.com.br e fazer um cadastro simples. As exibições acontecem na plataforma Looke. Só um lembrete: o "Festival Varilux Em Casa" não substitui a mostra nas salas de cinema. Os organizadores esperam anunciar as datas em breve, para que o evento aconteça ainda em 2020.

"Neste momento, em que a indicação é o isolamento social por conta da pandemia e que muitas pessoas devem enfrentar problemas financeiros, queremos ser solidários e propor uma programação de qualidade para entreter e ajudar a passar os dias de quarentena", conta Christian Boudier, organizador do Festival, que completou dez anos em 2019.

TÍTULOS PREMIADOS

A seleção apresenta diversidade de gêneros: comédias ("Na Cama com Victoria", "Amor à Segunda Vista" e "Finalmente Livres"), dramas ("Graças a Deus", de François Ozon, vencedor do Urso de Prata em Berlim, "A Viagem de Fanny" e "Através do Fogo"), filmes históricos ("A Revolução em Paris", "O Imperador de Paris" e "Cyrano mon Amour") e thrillers ("A Noite Devorou o Mundo", "O Último Suspiro" e "Carnívoras"). 

Para os pequenos, em casa durante o recesso escolar, há seis longas de animação dublados: "Abril e o Mundo Extraordinário", "A Raposa Má", "O Menino da Floresta", "Asterix e o Domínio de Deuses", "Asterix e a Poção Mágica" e "Um Gato em Paris".

Fazendo uma garimpagem, podemos encontrar longas imperdíveis e que merecem ser vistos (ou mesmo revistos). "Graças a Deus", por exemplo, é mais uma aula de cinema autoral de François Ozon (da obra-prima "Sob a Areia"). Em debate, uma urgente investigação sobre os casos de pedofilia na Igreja Católica.

"Primeiro Ano", fenômeno de bilheteria na França, descortina os problemas de dois jovens que precisam encarar os dilemas da vida universitária, com ótimas atuações das revelações Alexandre Blazy  e Benoît Di Marco.

Por falar em performances, vale muito a pena conferir o "dueto" de duas divas do cinema francês: Catherine Deneuve e Catherine Frot, no sensível drama de viés femininista "O Reencontro".

Dê uma espiada também na deliciosa comédia adolescente "O Novato", de Rudi Rosenberg (um dos melhores filmes da mostra) e  na animação com pitadas noir "Um Gato em Paris", de Alain Gagnol e Jean-Loup Felicioli. 

FESTIVAL VARILUX EM CASA

  • QUANDO: de 28 de abril a 25 de agosto
  • ONDE: Os 50 títulos podem ser assistidos por meio do site www.festivalvariluxemcasa.com.br
  • QUANTO: As exibições serão feitas pela plataforma Looke de maneira gratuita

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.