Projeto terá 100 mil vagas em cursos e crédito para quem empreender no ES

Oportunidades estão previstas no programa Qualificar ES, em áreas como gastronomia, estética e saúde a partir do primeiro trimestre de 2021. Veja como vai funcionar

Publicado em 06/12/2020 às 20h11
Curso de maquiagem oferecido pelo Qualificar ES
Curso de maquiagem oferecido pelo Qualificar ES. Crédito: Secti/Divulgação

governo do Espírito Santo vai abrir mais de 100 mil vagas em cursos de qualificação profissional em 2021. As oportunidades serão oferecidas, por meio do Programa Qualificar ES, de maneira presencial, semipresencial e on-line.

A previsão é de que as primeiras turmas sejam abertas no primeiro trimestre do próximo ano. De acordo com a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação (Secti), Cristina Engel, a relação dos cursos ainda não está finalizada, mas ela adianta que haverá turmas nas áreas de gastronomia, saúde e estética.

Dentre as vagas, estão previstos treinamentos para padeiro, confeiteiro, maquiagem, designer de sobrancelha e cuidador de idosos, por exemplo.

Segundo ela, o programa se preocupa em levar oportunidade de qualificação para todo o Estado e também para as comunidades mais vulneráveis, ou seja, aquelas que fazem parte de  outra iniciativa do governo, o Estado Presente, além de aulas voltadas  somente para as mulher, por meio do Agenda Mulher.

“Oferecemos cursos que possam abrir novas possibilidades para pessoas que queiram aumentar a empregabilidade ou trabalhar por conta própria. As qualificações são dadas conforme a demanda do mercado”, destaca.

Para quem quer empreender, a secretaria estuda uma maneira de disponibilizar condições de crédito para quem participar de uma  das qualificações do programa. “A nossa intenção é conseguir reduzir a burocracia. Para isso, estamos conversando com a Aderes para disponibilizar esse recurso, por meio do programa Creditar ES, e, assim, conseguir fazer uma cadeia de incremento da economia”, complementa.

Em 2020, foram oferecidas mais de 90 mil vagas, distribuídas por quatro ciclos. Por conta da pandemia do novo coronavírus, todos os treinamentos  deste ano foram feitos on-line. No entanto, a partir do ano que vem, alguns deles voltarão ser oferecidos presencialmente, porém com turmas menores, obedecendo às normas de segurança. A carga horária dura 120 horas. 

“Percebemos que alguns cursos precisam ser presencial porque é fundamental o manuseio de insumos, como é o caso daqueles  voltados para área de alimentação”, ressalta.

Além dos cursos do Qualificar ES, a Secti também vai fazer um diagnóstico de mercado, ou seja, vai tentar identificar quais os profissionais que estão em falta no mercado. Para isso, o trabalho vai contar com a parceria de outras secretarias e da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

A iniciativa faz parte do plano "Espírito Santo - Convivência Consciente", que foi lançado pelo governo do Estado na última semana. A ideia é oferecer cursos de curta duração como o de eletricista, por exemplo.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.