ASSINE

Empresa vai escolher 10 trans e travestis para curso de TI de graça

Instituição oferece bolsas em parceria com uma multinacional com o objetivo de capacitar e inserir os participantes na área; veja como participar

Oportunidade de qualificação profissional para transexuais e travestis
Oportunidade de qualificação profissional para transexuais e travestis. Crédito: Urian Kel Boldo/Divulgação

A Transcedemos Consultoria em Diversidade e Inclusão, de São Paulo, em parceria com a Oracle Next Education, está com inscrições abertas para dez bolsas de estudos gratuitas em curso voltado para pessoas trans e travestis na área de tecnologia. A qualificação é on-line e abordará temas como CSS, HTML, Javascript e empreendedorismo.

Os interessados podem se inscrever até as 23h59 desta segunda-feira (21), no site.. Os selecionados serão conhecidos no dia 30 próximo. O curso pode ser finalizados em até seis meses e feito de qualquer lugar do país. No mesmo endereço eletrônico, há ainda a opção do profissional anexar o currículo, independentemente de ter feito o curso.

“Todos os mercados têm dificuldade de encontrar profissionais capacitados, principalmente o de tecnologia onde há falta de mão de obra. Há um movimento importante por parte das empresas para a inclusão de pessoas trans e negras, mas as organizações acabam não recebendo currículos desse público, dificultando essa conexão. Por isso, a necessidade de desenvolver ações para a qualificação. Estamos trabalhando para expandir as vagas do curso de TI e também fechando outras parcerias”, ressalta a diretora da Transcedemos, Gabriela Augusto.

Ela conta que criou a consultoria espelhada pela própria experiência. A executiva é uma mulher trans e negra que enfrentou diversos desafios ao longo da vida, inclusive na empregabilidade. 

“Formei em Direito e comecei a olhar onde eu gostaria de trabalhar e não via pessoas como eu. Senti que teria uma carreira limitada pelo fato de ser quem sou. Para reverter esse quadro e ajudar outras pessoas, criei a Transcedemos, que conta ainda com uma plataforma de desenvolvimento profissional, a Camuto. Meu trabalho é dar consultoria estratégica com o objetivo de ajudar empresas a serem mais inclusivas e a mudarem essa cultura”, relata.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.