ASSINE

Um em cada quatro pedidos negados do auxílio emergencial está em reanálise

Outros cinco milhões de pedidos, diz a Caixa, estão passando por uma primeira análise e também poderão ser concedidos

Publicado em 25/05/2020 às 19h36
Auxílio emergencial do governo federal
Quase 5 milhões que foram considerados inelegíveis podem ser aprovados. Crédito: Siumara Gonçalves

Um em cada quatro pedidos negados do auxílio emergencial feitos pelo aplicativo ou site da Caixa está em reanálise, anunciou nesta segunda-feira (25) o presidente do banco, Pedro Guimarães.

De acordo com ele, 19,9 milhões de solicitações feitas pela modalidade digital (o que exclui beneficiários do Bolsa Família e inscritos no CadÚnico) foram consideradas inelegíveis. Desse total, 4,9 milhões -cerca de 25%- estão passando por reanálise pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania e poderão ser aprovadas.

Outros cinco milhões de pedidos, diz a Caixa, estão passando por uma primeira análise e também poderão ser concedidos.

"Esse número certamente aumentará e, assim que recebermos essa base de dados, começaremos a pagar", afirmou Guimarães durante coletiva.

Ao todo, já foram processados 54,2 milhões de cadastros pelo aplicativo e site da Caixa, sendo 29,3 milhões sendo, de fato, concedidos.

PAGAMENTOS

Nesta segunda-feira (25), a Caixa continuou com o pagamento em dinheiro do último lote liberado da primeira parcela do auxílio emergencial, para aniversariantes de agosto. Cerca de 700 mil pessoas foram beneficiadas. O calendário segue até sexta, para nascidos em dezembro.

Estes beneficiários, por serem do novo lote, ainda terão de esperar a divulgação de um novo calendário para a liberação da segunda parcela.

Clientes que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril começaram a receber a segunda parcela na última quarta (20), apenas via poupança digital. Nesta segunda (25), receberam os nascidos em setembro e em outubro, totalizando 5,2 milhões de pessoas.

Também receberam o auxílio emergencial cerca de 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família com NIS final 6, com a possibilidade de saque em dinheiro. O calendário para quem faz parte do programa de renda do governo vai até esta sexta (29).

A partir de sábado (30), será possível sacar ou transferir o valor da segunda parcela para outras contas. O beneficiário deve ficar atento ao calendário da Caixa, que obedece a data de nascimento do trabalhador. A verba só será liberada na boca do caixa no dia marcado.

Nesta fase, todos que se inscreveram para o auxílio receberam pela conta digital da Caixa. Até o dia determinado para o saque, o valor poderá ser movimentado exclusivamente pelo aplicativo Caixa Tem, para pagamento de boletos e compras em sites cadastrados.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.