ASSINE

Petrobras aumenta preço da gasolina em 18% e do diesel em 25%

Alta acontece em meio à disparada dos preços do petróleo, provocada pela guerra na Ucrânia e as sanções contra a Rússia. Preço do gás de cozinha também vai subir

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 10/03/2022 às 10h43
Frentista corrige placa com preço da gasolina em posto de Colatina
Frentista corrige placa com preço da gasolina em posto de Colatina: reajustes constantes. Crédito: TV Gazeta Noroeste

Petrobras anunciou nesta quinta-feira (10) reajustes nos preços de gasolina e diesel após quase 2 meses de preços congelados nas refinarias.

A partir desta sexta-feira (11), o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 25%.

Em comunicado, a estatal destacou que ficou 57 dias sem fazer reajuste e que o movimento de alta vai no mesmo sentido de outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda

A alta acontece em meio à disparada dos preços do petróleo, provocada pela guerra na Ucrânia e as sanções contra a Rússia.

Segundo a petroleira, "apesar da disparada dos preços do petróleo e seus derivados em todo o mundo, nas últimas semanas, como decorrência da guerra entre Rússia e Ucrânia, a Petrobras decidiu não repassar a volatilidade do mercado de imediato, realizando um monitoramento diário dos preços de petróleo".

Ainda no comunicado, a estatal afirmou que "após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário que a Petrobras promova ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras."

GÁS DE COZINHA TAMBÉM VAI FICAR MAIS CARO

Além do diesel e da gasolina, a Petrobras também anunciou reajuste no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o popular gás de cozinha. A partir desta sexta o preço médio de venda do GLP da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 na botija de 13kg, refletindo reajuste médio de R$ 0,62 por kg.

Para o GLP, segundo a estatal, o último ajuste de preços vigorou a partir de 09/10/2021, há 152 dias.

"Esses valores refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia. Mantemos nosso monitoramento contínuo do mercado nesse momento desafiador e de alta volatilidade", afirmou a companhia.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
gasolina Petrobras Inflação Agências Núcleo Petróleo Diesel Combustíveis

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.