ASSINE

JBS é multada nos EUA por não proteger funcionários da Covid-19

Frigorífico foi penalizado em R$ 83 mil porque não teria fornecido local de trabalho livre de riscos que podem causar morte ou danos graves

Publicado em 13/09/2020 às 18h44
Atualizado em 13/09/2020 às 20h39

O Departamento de Trabalho dos Estados Unidos multou a JBS por não proteger seus funcionários da exposição à Covid-19. A Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA), ligada ao órgão, propôs US$ 15.615,00 (cerca de R$ 83 mil) em penalidades, conforme documento publicado na sexta-feira (11).

Frigorífico da JBS
Frigorífico da JBS. Crédito: JBS/Divulgação

Com base em uma inspeção relacionada ao coronavírus, a OSHA citou a empresa, que opera como Swift Beef Company, por violar uma cláusula de dever geral ao não fornecer um local de trabalho livre de riscos reconhecidos que podem causar morte ou danos graves aos funcionários.

A pena aplicada à JBS pela violação da cláusula do dever geral é o máximo permitido por lei. Segundo a OSHA, a empresa também não forneceu a um representante autorizado dos funcionários os registros de lesões e doenças em tempo hábil após a inspeção feita pela organização em maio de 2020.

"Os empregadores precisam tomar as medidas adequadas para proteger seus trabalhadores do coronavírus", afirma a diretora da OSHA, Amanda Kupper, em nota.

A JBS Foods tem 15 dias úteis a partir do recebimento das citações e multa para cumprir, solicitar uma conferência com o diretor de área da OSHA ou contestar as conclusões perante à Comissão de Revisão de Saúde e Segurança Ocupacional independente.

EMPRESA DIZ QUE IMPLEMENTOU MEDIDAS DE PROTEÇÃO

JBS USA afirmou neste domingo (13), em nota, que é "totalmente sem mérito" a citação do Departamento de Trabalho dos Estados Unidos à empresa por não proteger seus funcionários da exposição à Covid-19. A JBS USA afirmou que cada medida proposta na citação da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (Osha) "foi implementada meses atrás na unidade de Greeley".

De acordo com a JBS USA, foram implementadas centenas de medidas para proteger os empregados, como triagem antes da entrada nas instalações, horários de início e intervalos escalonados, exigência de uso de máscaras e protetores faciais, instalação de barreiras físicas, tecnologias de limpeza de ar germicida por UV e ionização bipolar de plasma para neutralizar o vírus.

A JBS diz também que afastou todos os funcionários de grupos de risco das instalações com remuneração e benefícios integrais. "Além disso, realizamos testes randomizados de rotina em colaboradores assintomáticos, o que resultou em zero caso positivo até o momento, para garantir que nossas medidas preventivas permaneçam eficazes enquanto a pandemia continua", disse no comunicado.

A empresa declarou ainda que, "ao contrário das alegações da citação", a instalação de Greeley está em "total conformidade com todas as orientações para redução de risco recomendadas". Segundo a JBS USA, a instalação foi auditada e revisada por vários profissionais de saúde e especialistas do governo.

Leia a íntegra da nota da JBS USA:

A Gazeta integra o

Saiba mais
Estados Unidos Coronavírus Covid-19 estados unidos JBS

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.