ASSINE
Apaixonada por vinhos, Nádia Alcalde é jornalista, sommelière e consultora. Escreve sobre o universo da bebida, antenada com lançamentos, tendências e notícias.

Conheça vinhos com aromas de flores para brindar na primavera

Entenda a origem desses cheiros na bebida e permita-se identificar traços de rosa, jasmim e camomila entre um gole e outro

Publicado em 22/09/2021 às 02h00
Taças de vinhos variados e flores para a primavera
Os aromas florais de um vinho são provenientes da própria uva . Crédito: Shutterstock

A primavera acaba de chegar e está aí para nos lembrar dos deliciosos aromas florais que conseguimos sentir em alguns vinhos. Eles contemplam os chamados aromas primários, provenientes da própria uva e não de outros processos de vinificação, como tipos de fermentação ou estilos de amadurecimento.

Mas para entender um pouco mais sobre a origem desses cheiros na bebida, aqui vão algumas explicações.

Os aromas do vinho costumam ser intrigantes, e tem gente que acha pura firula ficar cheirando taça para dizer que tem aroma disso ou daquilo. Mas isso não é frescura. O exame olfativo é um dos meios de analisar a bebida sensorialmente e atestar sua qualidade.

E tem outra questão: como é que esses aromas vão parar ali? Alguns até acreditam que no processo de elaboração são adicionadas essências para que o líquido remeta a determinados cheiros. Não tem nada disso também. Vinho é para ser feito somente com uva, e nada mais.

Na verdade, muitos dos compostos do vinho têm a estrutura molecular idêntica ou semelhante à de substâncias encontradas em outras coisas. Um exemplo: quando alguém sente cheiro de pimentão verde em um vinho, é porque identificou a pirazina, uma molécula aromática presente tanto no pimentão verde como em alguns vinhos de Cabernet Sauvignon ou Carmenére.

Papo para quem gosta de estudar química, né? Mas você há de concordar comigo que tentar identificar o aroma presente em cada taça que degustamos é um dos grandes prazeres do enófilo. Se for aroma de flor, melhor ainda.

AROMAS COMUNS

Porém, nem todas as uvas são capazes de exalar aromas florais, e também não é tão fácil assim identificá-los nos vinhos, muitas vezes pela nossa falta de familiaridade com determinado cheiro. Os mais comuns são sempre os de rosa, jasmim e camomila. Alguns outros, como violeta, gerânio e gardênia, são mais difíceis de reconhecer. 

Um bom exercício para desenvolver sua percepção olfativa é frequentar feiras e floriculturas para sentir o cheiro das frutas e das flores e tentar encontrá-los nos vinhos. A seguir, trago três dicas de rótulos com características primaveris e deliciosos aromas florais, garimpados em adegas da Grande Vitória. 

  1. 01

    Sottano Torrontés 2019 (Argentina)

     A Torrontés é uma uva tipicamente argentina, considerada uma das mais aromáticas e florais de que se tem notícia. Seus aromas notáveis são os de flor de laranjeira, de lírio e de rosa, entre outros mais cítricos. O Sottano é um vinho branco para ser bebido fresco, por conta de sua acidez viva e refrescante. Surpreende pelo interessante volume na boca e pela persistência, podendo até sustentar pratos condimentados. Quanto: R$ 77,80, nos supermercados Carone. (27) 3237-2727. 

  2. 02

    Terroir Casa Valduga Gewürztraminer 2021 (França)

    O nome da uva é meio difícil de pronunciar, e muitos já simplificam referindo-se a ela pelo apelido de Gewürz. Muito famosa na Europa, principalmente na região da Alsácia, na França, ela também adaptou-se ao Brasil, como mostra esse rótulo da Casa Valduga, de Bento Gonçalves (RS). Posso dizer que é um vinho bem "cheiroso". Os aromas de primavera tomam conta da taça: gerânio, jasmim e rosa estão entre os que pude sentir. Vinho sedoso, com acidez e álcool bem equilibrados, leve, macio e bem fácil de harmonizar. Quanto: R$ 91,80, nos supermercados Perim. (27) 99840-3056.

  3. 03

    Durano Sangiovese Superiore 2019 (Itália)

    Embora não seja muito comum, vinhos tintos também podem ter aroma de flor, e a casta Sangiovese está aí para provar. Famosa na vitivinicultura italiana pelos Chiantis, ela é marcada pelo seu vigor ácido. Seus vinhos são excelentes para combinar com uma boa massa com molho de tomate. Mas não é só isso. A Sangiovese ainda é capaz de gerar tintos ricos em aromas e com boa estrutura, como esse rótulo da vinícola Campo del Sole, que traz no nariz a lembrança de violeta e rosa seca. Na boca, vem com taninos macios e deliciosas notas de frutas silvestres. Quanto: R$ 68,95, nos supermercados São José. (27) 3324-2355.

Clique aqui para ler as colunas anteriores e acompanhe a colunista também no Instagram

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Gastronomia Fique bem vinhos Primavera

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.