ASSINE
Bia Brunow é uma jornalista que virou cozinheira. Por aqui vamos ter muita cozinha afetiva, viagens e histórias contadas entre uma garfada e outra

Frango com quiabo: confira receita mineira em versão capixaba

A receita da colunista Bia Brunow é temperada com páprica picante e coentro. Para servir, ela sugere couve e polenta mole

Publicado em 21/04/2021 às 02h02
Frango com quiabo preparado pela chef Bia Brunow
Frango com quiabo tostado, polenta e couve: receita afetiva na versão de Bia Brunow. Crédito: Bia Brunow

Das receitas mais afetivas e democráticas da cozinha brasileira, frango com quiabo é quase unânime. Nas famílias italianas, compõe fartas refeições de domingo, ora acompanhado de uma polentinha delícia, ora de um arroz fresquinho ou de uma massa caseira. O prato é simples e tem normalmente a mesma base de um refogado, mas consegue ganhar um perfume diferente em cada mesa.

Minha versão, por exemplo, tem dois pontos um pouco fora da curva: a páprica picante para temperar e o coentro (talos no refogado e folhas para finalizar). Então, se você não tem uma daquelas receitas infalíveis de família, pode tentar esta aqui que é sucesso:

FRANGO ENSOPADO COM QUIABO TOSTADO

Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 1h20min, em média
Execução: fácil

  • INGREDIENTES: 
  • 2 sobrecoxas grandes de frango
  • 2 coxas grandes de frango
  • 2 cebolas brancas cortadas em cubos pequenos ou raladas
  • 5 dentes de alho picadinhos
  • 1 maço de coentro picado (separe os talos e as folhas)
  • 4 tomates ralados ou batidos
  • 4 colheres (sopa) de molho de tomate tipo passata ou extrato
  • Molho de pimenta a gosto
  • Páprica picante a gosto
  • 1 colher (sopa) de açafrão-da-terra
  • 500g de quiabo lavado e seco
  • Sal e azeite
Frango com quiabo preparado pela chef Bia Brunow
Tempere os pedaços de frango no mínimo meia hora antes do preparo. Crédito: Bia Brunow
  • MODO DE PREPARO:
  1. Meia hora antes de começar, no mínimo, separe os pedaços de frango, descongelados, e tempere-os com sal, açafrão, páprica, molho de pimenta e alho. Junte à marinada a cebola picadinha e os talos de coentro. 
  2. Depois de descansar, esquente uma panela de fundo grosso com um bom fio de azeite ou de óleo vegetal.
  3. Retire as peças da marinada e coloque-as para selar com a pele virada para baixo, até dourá-las por inteiro. Retire e reserve. 
  4. Na mesma panela, acrescente os vegetais da marinada e refogue.
  5. Em seguida, acrescente os tomates ralados e o extrato de tomate. Deixe cozinhar um pouco para apurar os sabores e volte com os pedaços de frango para a panela.
  6. Se o molho estiver muito grosso, acrescente água (eu também gosto de colocar cerveja) até cobrir as peças de frango.
  7. Abafe a panela e deixe cozinhar em fogo médio, mexendo de vez em quando, por mais ou menos 40 minutos. 
  8. Acerte o sal e finalize com as folhas de coentro frescas. Se preferir, coloque também salsa e cebolinha.
  9. Para o quiabo, o essencial é que esteja seco. Uma boa alternativa é, em vez de lavar em água corrente, usar um pano úmido ou um papel toalha para limpá-los. Sem umidade, há menos chances de ele babar. 
  10. Corte os quiabos no sentido do comprimento e em uma frigideira quente, com um fio de azeite, disponha-os de forma que todos fiquem em contato com o fogo. Tempere com sal e vire apenas uma vez. 
  11. Se quiser os quiabos mais tostados, use alguma panela ou espátula para pressioná-los na superfície da frigideira.

Para servir, meus acompanhamentos preferidos são uma polenta molinha com queijo caipira e couve fresca com umas gotinhas de limão. Até a próxima!

Clique aqui para ler as colunas anteriores e acompanhe a colunista também no Instagram

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.