ASSINE

Colatina: prefeito não cancelou carnaval para fazer abrigo de animais

Assessoria de imprensa da prefeitura afirma que o carnaval de 2020 não foi cancelado e que o vídeo usado para disseminar a notícia falsa foi gravado em 2018

Publicado em 29/01/2020 às 20h52
Atualizado em 29/01/2020 às 20h52
Sérgio Meneguelli, prefeito de Colatina. Crédito: Brunela Alvez/A Gazeta
Sérgio Meneguelli, prefeito de Colatina. Crédito: Brunela Alvez/A Gazeta

O Carnaval de Colatina não será cancelado.  A afirmação é da administração municipal, em resposta a notícias falsas, divulgadas nos últimos dias, sobre um possível cancelamento da festa para a construção de um canil para cães abandonados na cidade.

Um vídeo que circula na internet mostra o prefeito Sérgio Meneguelli (sem partido) afirmando que, por conta de prioridades da administração, o carnaval seria cancelado. Os recursos seriam transferidos para a educação e a saúde. Ele ainda afirma que seria uma "irresponsabilidade" repassar a verba para o desfile das escolas de samba. Assessoria da prefeitura disse que o vídeo realmente foi gravado, mas em 2018. Acrescentou que o carnaval 2020 está mantido, mas dentro dos padrões da cidade. Ou seja, sem ajuda financeira do município para as escolas de samba.

O vídeo acima, que tem sido divulgado em portais de notícias, nem mesmo chega a citar o canil, como abordam alguns sites. Durante a fala do político, ele alega que saúde e educação precisam mais da verba, o que realmente aconteceu, mas em 2018. De acordo com informações da prefeitura, naquele ano, quando a decisão foi tomada, o dinheiro que é repassado pela câmara não foi encaminhado às escolas de samba. Parte do orçamento foi utilizado na construção de uma escola rural, em São João da Barra Seca.

Desmentindo os boatos sobre a suposta construção de um canil, Sérgio Meneguelli ainda afirmou quais são os planos para o dinheiro que seria destinado às escolas de samba em 2020.

"Devo construir uma quadra esportiva para uma escola que não tem e, dependendo do projeto, pode sobrar dinheiro para reformar um posto de saúde na cidade. Existem alguns que precisamos recuperar, com R$ 100 mil a gente consegue. Divertimento é importante, mas deve ser feito com orçamento da iniciativa privada. Chega a ser crime tirar o dinheiro da saúde", respondeu Meneguelli.

CARNAVAL 2020

O plano do prefeito para o carnaval 2020 é o mesmo dos últimos anos. De acordo Meneguelli, caso o desfile fosse apoiado financeiramente pelo município, o repasse desse ano giraria em torno de R$500 mil. Mesmo reconhecendo a importância da festa, o prefeito afirma que as comemorações não são prioridade e podem ser feitas com mais economia.

"Elas (escolas de samba) querem desfilar, mas pedem ajuda da prefeitura. Isso tudo custaria cerca de R$ 500 mil reais. Na atual situação, seria uma irresponsabilidade, eu tiraria o pão de dentro de casa para ir para a festa. Olho pela prioridade da política pública."

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.