ASSINE

Ingresso do show de Roberto Carlos foi pagamento de atletas no ES

Fato ocorreu na festa de aniversário de 75 anos do Rei, no Estádio Sumaré, onde joga o Estrela do Norte. O clube de Cachoeiro passava por uma crise e acabou se aproveitando do show do cantor

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/04/2021 às 19h48
Capixapédia: Roberto Carlos colaborou para
Capixapédia: Roberto Carlos colaborou para "ajuste de contas" de clube de futebol no ES. Crédito: Fernando Madeira

O Rei Roberto Carlos chega aos 80 anos de idade nesta segunda-feira, dia 19 de abril de 2021. A comemoração do aniversário não está à altura do astro devido à pandemia do novo coronavírus, mas essa festa já rendeu bons frutos a um clube de futebol do Espírito Santo. Assim como prometido para a sua festa de 81 anos — que segundo ele, deve ser com música em Cachoeiro de Itapemirim — as comemorações dos 75, em 2016, ajudaram o Estrela do Norte, clube do mesmo município, a pagar a rescisão de contrato de alguns atletas. À época, o Gigante do Sul vivia um contexto de crise e se aproveitou da vinda do Rei para ter um alívio nas contas.

O Estádio Sumaré foi, há cinco anos, o elo entre o cantor e o clube. Roberto Carlos Braga e Estrela do Norte Futebol Clube são ícones que representam Cachoeiro de Itapemirim.

A vinda do Rei em abril de 2016 foi motivada pela comemoração dos seus 75 anos. Vestido de cores claras e distribuindo rosas, como manda a cartilha do capixaba, Roberto cantou para 12 mil pessoas no estádio — que foi palco de um título estadual no futebol dois anos antes. O último show do cantor na cidade havia sido em 2009, uma celebração de 50 anos de carreira. A chegada ao Espírito Santo após sete anos movimentou os fãs em busca de ingressos. Admiradores chegaram a fazer fila para não perder a oportunidade de ver e ouvir o ídolo da música popular brasileira.

Fila para garantir a entrada no show de Roberto Carlos, em 2016
Fila para garantir a entrada no show de Roberto Carlos, em 2016. Crédito: Beatriz Caliman | Arquivo | GZ

À TV Gazeta, em 2016, o cantor relatou a emoção de estar em terras capixabas. Ele chegou na véspera do show a bordo de seu avião particular.

Roberto Carlos

Cantor conhecido como "Rei"

"É uma coisa muito boa estar aqui de novo. Tudo aqui me emociona muito e me alegra muito, logicamente Cachoeiro é uma coisa muito especial na minha vida, minha infância"

CONTEXTO DE DÍVIDAS E CRISE INTERNA NO CLUBE

Foi essa a oportunidade que o clube Estrela do Norte, com uma campanha ruim no campeonato estadual daquele ano, encontrou para ter um alívio na parte financeira.

Um treino do Estrela em 2016no Estádio Sumaré
Um treino do Estrela em 2016 no Estádio Sumaré. Crédito: Divulgação | Estrela do Norte

Segundo Adilson Conti, presidente do clube entre 2011 e 2016, a data do show de Roberto Carlos coincidiu com a rescisão de contrato de alguns atletas. A organização do evento cedeu ao Estrela uma cota de 450 entradas, que a princípio seriam vendidas a R$ 100 cada.

Com a necessidade de pagar os atletas e a realização de um evento dessa grandeza, a diretoria decidiu oferecer parte dos tickets no lugar do dinheiro. A rescisão é um recurso usado por clubes de futebol para encerrar contratos, e só pode ser efetuada mediante pagamento preestabelecido.

Adilson Conti

Presidente do Estrela entre 2011 e 2016

"Na época, com dificuldades financeiras, precisei fazer rescisão de alguns contratos. [Os ingressos] não foram pagos como salário, mas como rescisão. Era uma oportunidade para os atletas conseguirem o dinheiro de forma mais rápida. Muita gente procurava os ingressos, estavam fácil de vender. A outra opção seria esperar um mês ou até mais pelo dinheiro da rescisão, que viria de um empresário"

O presidente, campeão estadual em 2014, afirma que os 15 atletas que optaram pelos ingressos concordaram em rescindir o contrato dessa forma. Segundo Adilson Conti, nenhum atleta entrou na Justiça contra o clube naquele ano. Ele credita a ausência de ações ao bom uso dos ingressos.

"Quem pegou o ingresso pegou porque quis, uma coisa completamente legal. Tanto é que nenhum atleta em 2016 entrou na Justiça contra o clube. Venderam rápido, não teve prejuízo pra ninguém", detalha.

O lateral-esquerdo Biel conta que o presidente reuniu os jogadores para explicar a situação financeira do clube, quando ofereceu a proposta. Em 2016, com 21 anos, o atleta estava em sua primeira temporada no profissional: "Teríamos um patrocínio, mas acabamos indo pro quadrangular do rebaixamento, por isso faltou recurso. Ele [Adilson Conti] escolheu recompensar com os ingressos, e alguns jogadores aceitaram".

O volante Bruno Mineiro, que tem passagens por Vitória e Rio Branco, foi um dos que optaram pelos ingressos. O atleta ressalta que todos estavam cientes da proposta. Quem recebeu os ingressos no lugar do valor em dinheiro assinou um documento, garante Mineiro.

"Tenho família em Cachoeiro e naquela época achei que seria mais fácil eu resolver, tentando vender os ingressos, do que ficar esperando. O recurso que o clube tinha era esse, foi uma cartada na mesa", relata.

O ex-jogador do clube diz não lembrar a quantidade de ingressos que recebeu, mas volta a afirmar que um documento foi assinado e que as entradas para o show de Roberto Carlos eram uma opção.

De acordo com Adilson Conti, foram cerca de 200 ingressos para os jogadores. A outra parte, mais da metade, foi vendida pelo próprio clube. O dinheiro foi usado para o pagamento de um mês da folha salarial.

O QUE O DIREITO TRABALHISTA DIZ SOBRE A ESTRATÉGIA?

A advogada trabalhista Luiza Baleeiro explica que mesmo após a última reforma, feita em 2017 no governo Temer, não houve alteração que significasse mudança na forma de pagamento da rescisão de contrato. Estão previstos pagamentos em dinheiro, depósito bancário ou cheque visado. Ela pondera ainda que, de acordo com a CLT, o salário mensal pode ser pago em outros formatos que não dinheiro, o chamado "salário utilidade" ou "salário in natura", mas que o montante deve representar no máximo 30% do total.

Baleeiro lembra que há um prazo de dois anos para a prescrição, o que impossibilita, desde 2018, uma ação na Justiça.

Por outro lado, o advogado Alberto Nemer destaca que havendo um contexto de dificuldades financeiras, como era o do clube, e um acordo entre as partes, é possível realizar o pagamento com uma mercadoria lícita. Segundo ele, a rescisão nesse formato "não é pacífica, não dá 100% de segurança para a empresa".

Nemer destaca que a rescisão só pode ser questionada caso haja alegação de coação ou frade.

ALEGRIA NA MÚSICA X DECEPÇÃO NO FUTEBOL

O ano de 2016 pode ter sido a primeira oportunidade de muitos capixabas assistirem a um show do Rei Roberto Carlos in loco. Mesmo que não fosse a primeira vez no Estado, a lotação do estádio mostrou o anseio dos fãs por músicas como "Namoradinha de um amigo meu", "Por isso corro demais", "O divã" e "Esse cara sou eu".

Show de Roberto Carlos no Estádio Sumaré em 2016

Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim. Fernando Madeira
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim. Fernando Madeira
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim. Fernando Madeira
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim. Fernando Madeira
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim. Fernando Madeira
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim
Roberto Carlos em show realizado no ano de 2016 em Cachoeiro de Itapemirim

Acontece que o momento de festa era também um cenário de decepção no Estádio Sumaré. A venda dos ingressos teve início quando o clube tentava se manter firme na primeira divisão. O show, já na segunda metade de abril, ocorreu quando o Estrela já havia sido rebaixado.

A falta de apoio dos empresários da região, segundo o presidente, fez o clube jogar o Capixabão Série B pela segunda vez em menos de vinte anos. O apoio financeiro que esteve presente em 2014 no primeiro título estadual da história do clube não apareceu como se esperava em 2016. O rebaixamento aconteceu no ano do centenário do Estrela.

Estádio Sumaré, em Cachoeiro de Itapemirim, lotado de torcedores
Estádio Sumaré, em Cachoeiro de Itapemirim, lotado na final do Capixabão. Crédito: Reprodução Instagram @enfcoficial

O time atualmente joga na elite do Capixabão e manda suas partidas no Sumaré. O registro acima foi feito em maio de 2014, na primeira partida da final do Estadual. Após o empate sem gols no jogo de ida, na segunda partida, em Aracruz, o Estrela venceu o Linhares e conquistou pela primeira vez o Capixabão, dois anos antes de ser rebaixado.

ATUAL GESTÃO

De acordo com o atual presidente do Estrela, Bruno Mazzocco, o clube não sofre atualmente na Justiça por ação conjunta de atletas que passaram pelo clube em 2016. 

A reportagem de A Gazeta perguntou se há alguma conversa para o show de Roberto Carlos planejado para 2022 ser realizado no Sumaré. O presidente afirmou que nenhum contato foi feito até o momento.

"MEU PEQUENO CACHOEIRO"

Uma das músicas que ficaram famosas na voz de Roberto Carlos é uma homenagem ao município em que ele nasceu. O Rei morou em Cachoeiro de Itapemirim até o início de sua adolescência. A canção "Meu pequeno Cachoeiro" é do compositor Raul Sampaio, nascido na cidade no fim da década de 1920.

O Rei Roberto Carlos completa 80 anos

Roberto Carlos posa para fotos em 1960
Roberto Carlos posa para fotos em 1960. Divulgação | RobertoCarlos.com
O cantor Roberto Carlos e o Papa João Paulo II
O cantor Roberto Carlos e o Papa João Paulo II. Divulgação | RobertoCarlos.com
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021. Divulgação | RobertoCarlos.com
O Rei Roberto Carlos em Jerusalém
O Rei Roberto Carlos em Jerusalém. Divulgação | RobertoCarlos.com
Documento mostra registro de Roberto Carlos ainda na década de 1950
Documento mostra registro de Roberto Carlos ainda na década de 1950. Divulgação | RobertoCarlos.com
O cantor capixaba Roberto Carlos em registro da década de 1960
O cantor capixaba Roberto Carlos em registro da década de 1960. Divulgação | RobertoCarlos.com
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021. Divulgação | RobertoCarlos.com
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021
O cantor capixaba Roberto Carlos completa 80 anos nesta segunda-feira, 19 de abril de 2021

"Meu pequeno Cachoeiro; Vivo só pensando em ti; Ai que saudade dessas terras; Entre as serras; Doce terra onde eu nasci", escreveu Raul Sampaio, cantor e compositor de 92 anos. A música foi transformada em hino oficial do município na década de 1960.

Cachoeiro de Itapemirim Cultura Espírito Santo Futebol Futebol Capixaba Música Rio de Janeiro Roberto Carlos Capixapédia dinheiro espírito santo Esportes Rio de Janeiro (RJ)

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.