ASSINE

Monitorado, ex-deputado Roberto Jefferson passa a noite em hospital no Rio

Alexandre de Moraes autorizou a transferência de Jefferson, mantendo a prisão preventiva e com a determinação de que ele permaneça apenas no hospital

Publicado em 06/09/2021 às 15h29
O ex-deputado Roberto Jefferson em protesto a favor das armas em Brasília
O ex-deputado Roberto Jefferson em protesto a favor das armas em Brasília. Crédito: Pedro Ladeira/Folhapress/Arquivo

O ex-deputado Roberto Jefferson passou a noite no Hospital Samaritano Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. Ele estava preso no presídio Pedrolino Werling de Oliveira, conhecido como Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó, também na zona oeste, e foi transferido para o hospital na tarde deste domingo (5).

A assessoria de imprensa do hospital informou que não emitirá boletim médico sobre Jefferson. As informações são da Agência Brasil.

Presidente nacional do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), Jefferson foi preso no dia 13 de agosto pela Polícia Federal, em cumprimento a mandado expedido pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news. A prisão foi justificada após publicações nas redes sociais de supostos ataques de Jefferson aos ministros da Corte e ao Estado Democrático de Direito.

Moraes autorizou a transferência do ex-deputado no sábado (4), mantendo a prisão preventiva e com a determinação de que ele permaneça apenas no hospital, seja monitorado por tornozeleira eletrônica e não receba visitas.

Na decisão, o ministro reconheceu a necessidade de tratamento médico fora do estabelecimento prisional, diante de um quadro de infecção urinária e dores na lombar e de dois atendimentos no pronto socorro do Complexo de Gericinó.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que uma equipe da unidade e Monitoração Eletrônica instalou a tornozeleira eletrônica na noite de sábado e Jefferson foi transferido em uma ambulância de própria Seap para o local indicado na decisão, onde ele está sendo acompanhado pela Polícia Federal.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.