ASSINE

Ministro sugere que Bolsonaro levou chuva a MT; deputado diz que não viu água no Pantanal

Ministro da secretaria de governo, o general Luiz Eduardo Ramos sugeriu, em publicação nas redes sociais, que o presidente Jair Bolsonaro levou a chuva a Mato Grosso

Publicado em 21/09/2020 às 08h34
Um jacaré morto é fotografado em uma área que foi queimada em um incêndio no Pantanal, a maior área úmida do mundo, em Pocone, estado do Mato Grosso, Brasil, 31 de agosto de 2020. REUTERS / Amanda Perobelli PROCURE
Um jacaré morto é fotografado em uma área que foi queimada em um incêndio no Pantanal. Crédito: Amanda Perobelli /REUTERS /Folhapress

Ministro da secretaria de governo, o general Luiz Eduardo Ramos sugeriu, em publicação nas redes sociais neste domingo (20), que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) levou a chuva a Mato Grosso, estado onde ambos estiveram na última sexta (18) e que sofre com a seca e queimadas na região do Pantanal.

O ministro postou em suas redes sociais um vídeo que foi enviado para ele e para o presidente e mostra um carro trafegando em uma estrada enquanto chove. Bolsonaro também postou o vídeo e também insinuou que sua presença deu sorte ao estado.

Ramos afirma que o vídeo é deste sábado (19) e mostra que choveu em Sinop e em Sorriso, cidades visitadas por Bolsonaro um dia antes.

A postagem provocou uma onda de comentários críticos de pessoas que responsabilizam o governo pelas queimadas no Pantanal e na Amazônia.

Integrante da comissão parlamentar que está no Pantanal acompanhando o trabalho de combate às chamas, o deputado Rodrigo Agostinho (PSB) afirma que não viu chuva na região de Poconé (MT), onde fica o comando das operações de contenção dos incêndios.

"Pode até ter caído alguma chuva em algum lugar do Pantanal. Mas hoje vi apenas gotas na Transpantaneira. Governo fake", disse.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.