ASSINE

Lira critica pedido de CPI sobre a pandemia assinado por senadores

No Senado, existe um pedido de CPI assinado por ao menos 31 senadores e 11 partidos para apurar a conduta do governo federal. Bolsonarista, presidente da Câmara é contra

Publicado em 01/03/2021 às 13h36
Atualizado em 01/03/2021 às 13h36
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira
Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. Crédito: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou a possibilidade de instalação, neste momento, de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as responsabilidades do governo federal na condução da crise sanitária provocada pela pandemia do novo coronavírus. No Senado, existe um pedido de CPI assinado por  ao menos 31 senadores e 11 partidos.

"Todos nós temos que remar no mesmo sentido. Não adianta fazer agora proselitismo em torno de CPIs", afirmou Lira. "Acho que a CPI sobre pandemia no Senado é inadequada. Não é o momento de parar o Congresso e investigar o que aconteceu", acrescentou.

Lira afirmou que, no momento atual, o Congresso deve se focar em projetos voltados para o combate à pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, as casas legislativas têm pautado essas propostas.

"Todos os projetos, MPs (Medidas Provisórias), ações e ingerências para que possamos ter rapidez na aquisição de vacinas, estamos fazendo", disse Lira.

Neste sentido, o presidente da Câmara afirmou que os grandes bancos brasileiros se disponibilizaram a comprar vacinas, assim como empresas de outros setores, para distribuição a funcionários. "O presidente Bolsonaro concordou com a ideia. Mas temos uma demanda mundial por vacinas", ressaltou.

Lira afirmou que a Câmara fará o projeto sobre compra de vacinas "andar rapidamente". "Ao Projeto (de Lei) nº 534, que chegou na Câmara ontem, daremos celeridade nas discussões", afirmou Lira. Na última quarta-feira, o projeto que autoriza Estados, municípios e setor privado a adquirirem vacinas contra a covid-19 foi aprovado no Senado. O texto também permite que os compradores assumam a responsabilidade civil pela imunização.

Lira afirmou ainda que a Câmara votará duas MPs que "darão mais recursos para Estados e municípios", no âmbito do combate à Covid-19.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.