ASSINE

Governador do Amazonas recorre ao STF para não depor na CPI da Covid

A oitiva de Wilson Lima (PSC), a primeira de oito governadores convocados e já agendados, está marcada para quinta-feira, dia 10

Publicado em 08/06/2021 às 18h37
PF faz buscas e apreensão na casa e no gabinete do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC)
O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Crédito: Sandro Pereira/Folhapress

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), entrou com pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF) para que não deponha na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado. A oitiva, a primeira de oito governadores convocados e já agendados, está marcada para quinta-feira, 10.

No pedido, a defesa de Lima solicita que o processo seja encaminhado ao ministro Ricardo Lewandowski, que já relatou outras demandas semelhantes de depoentes na CPI da Covid. Os advogados sustentam no pedido que a convocação para a Comissão constitui ato inconstitucional e abusivo e uma afronta às cláusulas pétreas da federação e da separação de poderes.

No documento, a defesa do governador amazonense pede também que a decisão liminar lhe garanta, caso seja ele seja ouvido, o direito de permanecer em silêncio.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.