ASSINE

CPI da Covid bate recorde e supera CPI dos Correios em ações no STF

A CPI dos Correios, de 2005, liderava o ranking até então com 74 ações durante a apuração sobre o escândalo na estatal que deu origem ao Mensalão

Publicado em 27/08/2021 às 17h35
 CPI da Covid, no Senado, em sua quarta semana de atividade
CPI da Covid, no Senado. Crédito: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A judicialização das decisões tomadas na CPI da Covid, como quebras de sigilo e convocações para depoimentos, bateu o recorde de todas as comissões instauradas no Congresso. O Supremo Tribunal Federal recebeu desde o início da investigação ao menos 100 ações contra atos aprovados pelos senadores.​

A CPI dos Correios, de 2005, liderava o ranking até então com 74 ações durante a apuração sobre o escândalo na estatal que deu origem ao Mensalão. A comissão era presidida pelo então petista Delcídio do Amaral e o posto de relator ficou com Osmar Serraglio.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.