ASSINE

Bolsonaro elogia ministros pela atuação no combate à pandemia

Bolsonaro também elogiou a gestão de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, voltando a repetir que o militar tem feito um trabalho "excepcional"

Publicado em 14/10/2020 às 21h14
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante plantio de árvore amazônica no marco do Programa Caixa Refloresta.
Presidente da República, Jair Bolsonaro durante plantio de árvore amazônica no marco do Programa Caixa Refloresta. Crédito: Anderson Riedel/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a elogiar o corpo de ministros pela atuação no combate à pandemia de covid-19. Em evento nesta quarta-feira (14) no Palácio do Planalto, o chefe do Executivo afirmou que o governo, em especial a equipe econômica de Paulo Guedes, evitou uma situação pior no país.

"Atravessamos um momento bastante difícil no Brasil, mas graças ao Paulo Guedes e a sua equipe, logicamente somado aos demais ministros, mas tendo a economia na frente, evitamos que o mal maior acontecesse no nosso país", disse. O mandatário reforçou seu posicionamento contra dissociar vida e saúde da economia.

"Desde o começo, eu dizia que tínhamos dois problemas pela frente, o vírus, e a questão do desemprego. Eram duas questões que deveriam ser tratados simultaneamente com muita responsabilidade. Muitos não acreditaram nisso, e hoje, temos ainda um pequeno preço a pagar", declarou.

Bolsonaro também elogiou a gestão de Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, voltando a repetir que o militar tem feito um trabalho "excepcional". Nesta quarta-feira, a pasta da Saúde lançou o Programa Genomas Brasil, uma iniciativa voltada para o mapeamento dos genes brasileiros para criar um banco de dados nacional com 100 mil genomas completos de brasileiros.

A intenção é identificar, por exemplo, doenças predispostas geneticamente, como câncer e doenças cardíacas e raras. Ao longo de quatro anos, o custo estimado da iniciativa é de R$ 600 milhões. O projeto permitirá o investimento em medicina personalizada e de precisão.

"Nós precisamos dar o remédio certo, na dose certa, para aquela pessoa que o remédio vai fazer feito. Se não, nós não vamos estar fazendo a saúde que o brasileiro merece em 2020, 2021", destacou Pazuello no evento.

Uma portaria de agosto deste ano, assinada por Pazuello, instituiu, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), o Programa Nacional de Genômica e Saúde de Precisão (Genomas Brasil). O lançamento oficial do projeto ocorreu hoje.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.