ASSINE

Base de Bolsonaro não enxerga um palmo à frente do nariz, diz presidente da CPI

Omar Aziz (PSD-AM) avaliou que a decisão de Jair Bolsonaro (sem partido) de pedir impeachment de dois ministros do STF configura sobretudo um gesto político

Publicado em 15/08/2021 às 17h40
Senador Omar Aziz, presidente da CPI da Covid
Senador Omar Aziz, presidente da CPI da Covid. Crédito: Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), disse não ver problema em que se peça investigação sobre um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), mas avaliou que a decisão de Jair Bolsonaro (sem partido) de pedir impeachment de dois magistrados da corte configura sobretudo um gesto político.

"Todos podem ser investigados, inclusive ministros do Supremo, mas Bolsonaro fez um gesto à sua base, que não enxerga um palmo à frente do nariz", afirmou o senador à coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Bolsonaro postou na manhã deste sábado (14) que vai apresentar pedidos de impeachment contra Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes no Senado.

O primeiro tem travado embates com o presidente, que insiste em dizer que as urnas eletrônicas não são transparentes. Já o segundo ministro tem Bolsonaro na mira de ao menos dois inquéritos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.