ASSINE

Após primeira morte, MT decide exigir uso de máscaras a partir do dia 13

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa em que ele, três secretários e assessores estavam utilizando máscaras de fabricação artesanal

Publicado em 03/04/2020 às 19h51
Mulher usa máscara para se proteger do coronavírus
Mulher usa máscara para se proteger do coronavírus. Crédito: EVG photos/Pexels

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), lançou nesta sexta-feira (3) uma campanha para o uso de máscaras no estado, que confirmou sua primeira morte provocada pelo novo coronavírus.

O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa em que ele, três secretários e assessores estavam utilizando máscaras de fabricação artesanal.

O uso da máscara será obrigatório a partir do dia 13, segundo ele, como forma de ajudar no combate à disseminação da doença. No estado, não há decreto prevendo o fechamento total do comércio, o que ficou a cargo das prefeituras.

"Está comprovado por alguns estudos científicos, ontem [quinta] o ministro Luiz Henrique Mandetta [Saúde] fez pronunciamento falando sobre isso, o quanto o uso da máscara pode ajudar a combater a propagação do vírus", disse.

O governador exibiu nesta sexta vídeo da campanha sobre as máscaras, um trecho de coletiva de Mandetta nesta quinta e um tutorial de como fabricar em casa sua própria máscara.

De acordo com ele, o uso de máscaras, ainda que caseiras, se constitui em uma barreira natural e "seguramente vai ajudar muito".

A partir do dia 13 o uso será obrigatório em locais públicos e privados para que possa ser desenvolvida qualquer atividade.

Questionado sobre o endurecimento das medidas após o estado registrar sua primeira morte -em Lucas do Rio Verde-, Mendes afirmou que cabe às autoridades municipais a decretação dessas medidas. "O que esperamos e desejamos é que cada um possa seguir tecnicamente, não é hora de desespero. Temos de tomar medidas necessárias e isso o governo está fazendo para proteger a nossa população", afirmou.

A primeira vítima fatal no estado é um homem de 54 anos, que foi internado no último dia 29. A confirmação de que ele tinha a doença foi feita nesta quinta (2). O paciente era hipertenso e tinha diabetes.

No estado, há 41 casos confirmados da doença, com 14 pacientes hospitalizados. Nove pessoas já se recuperaram. Cuiabá tem 25 dos casos de Covid-19, seguida por Rondonópolis, com 5.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.