ASSINE
Autor(a) Convidado(a)
É urologista e membro da Sociedade Brasileira de Urologia

Higiene para cuidar da saúde do homem não pode ser um tabu

Quase nada é falado sobre a higiene correta do órgão genital masculino. A saúde do pênis começa na limpeza, que pode evitar inflamações, infecções e até câncer

Publicado em 21/04/2021 às 02h00
Higiene
Higiene da região íntima:  a primeira atitude que deve ser tomada é lavar as mãos antes de ir ao banheiro. Crédito: Pixabay

Ao contrário das mulheres, que sempre estão em busca de manter os exames e as consultas médicas em dia, os homens, na sua maioria, mostram pouca preocupação em fazer tratamentos preventivos. Muitos só buscam um médico quando já existem sinais de enfermidade, ou quando a situação não vai bem.

Se levarmos em conta a saúde íntima, o cenário é o mesmo, ou até pior. Por se tratar de um assunto tabu em nossa sociedade ainda machista e conservadora ao extremo, quase nada é falado sobre a higiene correta do órgão genital masculino. A saúde do pênis começa na limpeza, que pode evitar inflamações, infecções e até câncer.

Parece óbvio, mas a primeira atitude que deve ser tomada é lavar as mãos antes de ir ao banheiro. Esse ato é fundamental para não levar fungos e bactérias para a região genital. Deve-se, é claro, lavar as mãos depois de terminar.

Outro ponto a ser observado é enxugar o pênis com papel higiênico após urinar. Isso reduz as chances de ficarem restos da urina no órgão ou até mesmo na roupa íntima. Esse resíduo, em contato com a pele, pode levar à proliferação de fungos ou inflamar o local. Além disso, o acúmulo desse líquido pode causar mau cheiro, levando ao desconforto social.

Este vídeo pode te interessar

A limpeza do pênis após a relação íntima é fundamental. O homem precisa se atentar e retirar qualquer excesso de secreção, seja ela vaginal, anal, do esperma e do líquido lubrificante do preservativo. Tudo isso pode causar irritações, inflamações ou infecções. O ideal é se lavar bem com água e sabão, quando possível. Se não for, deve-se passar um lenço umedecido ou secar com papel até que consiga tomar banho.

DURANTE O BANHO

É na hora do banho que deve-se caprichar. A limpeza do pênis deve ser completa, dando atenção especial ao prepúcio, a pele que recobre a glande. O indicado é limpar com espuma de água e sabonete, puxando delicadamente a pele de forma a limpar todo o local. Importante enxaguar adequadamente e secar bem.

A roupa íntima deve ser trocada a cada banho, ou pelo menos uma vez ao dia. Cuecas de algodão são as mais indicadas, uma vez que absorvem melhor a transpiração da pele. As peças não devem ser apertadas, permitindo a acomodação adequada do órgão e a circulação do ar. Sempre que possível, o homem deve dormir com roupas folgadas, de preferência com shorts sem a roupa íntima, para que a região “respire”. Não é necessário depilar completamente os pelos. Basta apará-los e mantê-los limpos.

Com essas medidas, o homem consegue manter uma rotina saudável para a região íntima. Mas esse passo a passo não substitui a consulta médica. Visitas regulares ao especialista são importantes para acompanhar a pressão, cuidar do colesterol, tratar doenças crônicas e fazer exames de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Além disso, os homens a partir dos 50 anos devem fazer exames preventivos para o câncer de próstata. Esses testes devem ser o de toque retal e o PSA. Para aqueles que têm casos de câncer na família e negros, o indicado é começar o rastreio aos 45 anos ou se aparecerem sintomas.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Saúde Sexo Cuidados com Corpo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.