ASSINE

Pés rachados? Dermatologistas dão dicas para afinar o calcanhar

O probleminha, porém, não é só estético. Pode revelar doenças e, se não for tratado, até causar mais complicações para sua saúde.

Publicado em 29/10/2019 às 17h09
Atualizado em 19/12/2019 às 18h07
Pés rachados: como resolver o problema do ressecamento nos calcanhares. Crédito: Shutterstock
Pés rachados: como resolver o problema do ressecamento nos calcanhares. Crédito: Shutterstock

Sua sola do pé parece uma lixa, dessas bem cascudas que chegam a arranhar? Ter os calcanhares ressecados incomoda bastante. Além do mais, de que adianta manter as unhas sempre pintadas ou usar uma sandália superchic se a pele está toda rachada? Não é nada bonito.

O probleminha, porém, não é só estético. Pode revelar doenças e, se não for tratado, até causar mais complicações para sua saúde.

Só que não é qualquer creminho que resolve. Esfregar e lixar cem vezes por dia não vai te deixar com os pés lisinhos como os de um bebê. Apelar para receitas caseiras também pode provocar um estrago ainda maior.

Fomos atrás das dermatologistas para saber, de uma vez por todas, o que adianta e o que não adianta na hora de afinar a planta do pé.

Mas por que surgem essas fissuras? "Exigimos muito dos pés, e eles sofrem muito com o excesso de peso, com calçados abertos desconfortáveis ou até mesmo com o ato de se andar descalço. Lixar os pés constantemente também provoca uma agressão à pele, que vai se espessando cada vez mais e formando fissuras que, com o tempo e a falta de higiene, podem sofrer contaminação bacteriana e fúngica", explica a dermatologista Endrika Trindade Magnago.

A pele do calcanhar fica tão seca e dura que chega a rachar. "Isso pode ser genético, há algumas pessoas que são mais suscetíveis a isso. E tem algumas doenças dermatológicas que também pioram esse quadro, como a psoríase. O mais comum é por ressecamento mesmo", diz a dermatologista Juliana Drumond.

Endrika lembra que as fissuras causam muito desconforto e dor ao caminhar.

A dermatologista Irene Baldi diz que recebe muitos pacientes no consultório com essa queixa nos pés. "As pessoas procuram a gente, na maioria das vezes, pelo problema estético. Mas na realidade ele pode causar outros transtornos. Sempre faço um alerta aos pacientes porque alguns apresentam até problemas na coluna porque passam a pisar de forma errada por causa da dor no calcanhar", observa ela.

Além disso, ressalta a médica, essas rachaduras podem ser porta de entrada para bactérias.

Como tratar?

Então, como tratar? Um hidratante comum não dá conta, segundo Juliana Drumond. "É preciso apostar em produtos que tenham ação hidratante e também queratolítica, que vai degradar a queratina no local, afinando a pele. Gosto de associar cremes à base de ureia e ácido salicílico com vaselina, por exemplo. Faço uma fórmula manipulada que ajuda bastante".

Endrika Trindade Magnago

Dermatologista

"Lixar os pés constantemente provoca uma agressão à pele, que vai se espessando cada vez mais e formando fissuras que, com o tempo e a falta de higiene, podem sofrer contaminação bacteriana e fúngica"

Não se iluda: lixa e pedra pome só melhoram momentaneamente. "Na hora, até melhora a sensação de aspereza. Mas não recomendo que se faça porque o organismo interpreta como se fosse uma agressão à pele e produz mais queratina depois para compensar. É um efeito rebote. Depois de algumas semanas, o ressecamento pode voltar até pior", comenta Juliana.

"Em caso de peles mais espessas, hidratantes específicos para os pés à base de uréia e ácido salicílico , em concentrações maiores, fazem uma esfoliação química gradativa, não havendo necessidade de lixar", complementa Endrika.

A vaselina pode ser aliada. "Ela faz uma oclusão da pele e evita a desidratação. É melhor usar à noite com meia, assim como com todos os outros hidratantes . Em alguns casos, pode até colocar um plástico filme cobrindo o pé", indica a médica, que destaca ainda que a melhor hora de usar os hidratantes é após o banho, à noite, porque a pele úmida absorve melhor o produto.

O importante, diz Irene, é descobrir a causa do ressacamento. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.