ASSINE

Acne na fase adulta: como prevenir o problema com ajuda da alimentação

Manter uma dieta equilibrada pode colaborar bastante com a saúde da pele, inclusive reduzindo as chances de aparecimento de acne, problema que acomete mais da metade da população brasileira

Vitória
Publicado em 03/11/2020 às 17h25
Mulher com acne se olhando no espelho
O problema pode surgir na fase adulta ou perdurar desde a adolescência. Crédito: Shutterstock

Você já passou da adolescência faz tempo, mas as acnes ainda cismam em aparecer? Você não está sozinho. A Sociedade Brasileira de Dermatologia estima que 56% da população convive com o problema depois dos 25 anos, principalmente mulheres.

A acne pode ser considerada uma “doença” de pele que ocorre quando as glândulas sebáceas - que secretam óleo - estão inflamadas ou infectadas. Pode ser oriunda de fatores hormonais, emocionais e também pode ser induzida pela alimentação inadequada.

A nutricionista Maria Luiza Cometti explica que a alimentação pode gerar impactos positivos ou negativos no organismo, e não é diferente quando o assunto é a pele. Uma alimentação mais inflamatória tende a piorar o surgimento das acnes. “Uma alimentação saudável e equilibrada é determinante para a nossa saúde e, consequentemente, para a saúde da nossa pele. Sendo assim, a mudança no estilo de vida e criação de novos hábitos alimentares, é um dos pilares para o tratamento e prevenção das acnes”, pontua.

Acne na fase adulta: o que é e quais são as causas

Pauline Lyrio é dermatologista e explica que a acne na fase adulta é aquela que se inicia a partir dos 25 anos ou que começa na adolescência e persiste até a idade adulta. “A acne possui forte influência negativa na qualidade de vida dos pacientes acometidos, não somente pelo aspecto estético das lesões, mas também no âmbito emocional. Podendo interferir nas relações pessoais e profissionais, levando à introspecção e, até mesmo, à depressão em alguns casos”, destaca.

A profissional salienta que causas da acne da fase adulta ainda não foram completamente esclarecidas, mas que já é possível identificar os principais fatores envolvidos:

  • Em mulheres: alterações hormonais com aumento dos níveis de hormônios andrógenos (masculinos) circulantes no sangue ou por sua conversão periférica aumentada na pele, causadas por alterações endocrinológicas, em especial a Síndrome dos ovários policísticos (SOP);
  • Predisposição genética;
  • Estresse emocional;
  • Exposição solar excessiva (radiação ultravioleta);
  • Obesidade;
  • Alimentação rica em carboidratos (açúcares);
  • Tabagismo;
  • Uso de determinados medicamentos, polivitamínicos, suplementos alimentares (principalmente aqueles derivados da proteína do leite);
  • Cosméticos (ou pelo seu excesso ou por suas características oclusivas e oleosas, ditas comedogênicas, ou seja, facilitadoras do surgimento de acne).
A dermatologista  Pauline explica que a acne possui forte influência negativa na qualidade de vida dos pacientes acometidos. Crédito: Divulgação
A dermatologista  Pauline explica que a acne possui forte influência negativa na qualidade de vida dos pacientes acometidos. Crédito: Divulgação

Como a alimentação impacta no surgimento da acne

“Já foi demonstrado que a dieta rica em alimentos de alta carga glicêmica, como os carboidratos, ou seja, tudo aquilo que ingerimos e no final do seu metabolismo vira açúcar - como doces, pães, bolos e massas, por exemplo - , acarreta na elevação dos níveis de insulina. Isso gera consequente liberação de uma série de fatores que provocarão o aumento da produção de hormônios andrógenos, que culminarão no estímulo da produção de sebo, aumentando a oleosidade e tendência à acne”, detalha Pauline.

Segundo a dermatologista, essa influência é nítida quando compara-se as peles de pacientes cujo padrão de alimentação é típico ocidental com a dos povos não ocidentalizados, que tem baixa incidência de acne. “A alimentação desses povos não é somente rica em alimentos frescos como frutas, vegetais, carnes grelhadas e frutos do mar,  mas também não encontramos consumo desenfreado de alimentos processados, laticínios, óleos e açúcares refinados. Diferente do que observamos na alimentação ocidental”, destaca.

Alimentos que podem ajudar a prevenir a acne

Maria Luiza Cometti

Nutricionista

"Uma alimentação equilibrada, composta por alimentos in natura, temperos naturais, cereais integrais e consumo de gorduras boas tende a ajudar muito"

Maria Luiza, nutricionista, salienta que é necessário um acompanhamento com um dermatologista, porém, a nutrição tem uma ótima contribuição para a prevenção e também para o tratamento das acnes. “Sendo assim, uma alimentação equilibrada, composta por alimentos in natura (frutas, verduras e legumes), temperos naturais, cereais integrais e consumo de gorduras boas - azeite de oliva, castanhas, sementes- tende a ajudar muito, além de uma adequada ingestão hídrica.

De acordo com a profissional, o ponto chave é inserir alimentos fontes de:

  • Fibras - frutas, vegetais, aveia, chia, linhaça; 
  • Zinco - nozes, castanha de caju, castanha do pará, leguminosas, gema de ovo, sementes;
  • Selênio - castanha do pará, gema de ovo, carnes;
  • Magnésio - folhas verdes escuras, leguminosas, nozes, cacau, amendoim, sementes de abóbora, sementes de girassol, banana, abacate;
  • Alimentos antioxidantes (fontes de vitamina C, vitamina E, vitamina A, flavonoides) e anti-inflamatórios, como por exemplo, o ômega 3.

“É importante evitar o consumo excessivo de: gorduras saturadas, alimentos com alta carga glicêmica (açúcar, carboidratos refinados), leite e derivados, embutidos, refrigerantes e industrializados no geral”, complementa.

A nutricionista faz questão de salientar ainda que é muito importante frisar que se deve sempre prezar pelo equilíbrio e que não é indicado fazer nenhuma exclusão alimentar por conta própria. “O ideal é procurar um profissional para orientar melhor, de acordo com cada caso”, finaliza.

Saúde Alimentação Beleza

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.