ASSINE

Para elas: como cuidar da pele em cada fase da vida

A vida da mulher é marcada por ciclos e em relação à pele, isso não é diferente. Reunimos algumas dicas de como cuidar da cutis em cada uma dessas fases

Publicado em 06/03/2020 às 08h00
Atualizado em 06/03/2020 às 14h45
Prevenção ou correção? Descubra o ideal pra sua pele de acordo com a sua idade. Crédito: Freepik
Prevenção ou correção? Descubra o ideal pra sua pele de acordo com a sua idade. Crédito: Freepik

Na adolescência, a puberdade, em seguida a “idade fértil”, mais tarde, a menopausa e por aí vai. A trajetória feminina é marcada por uma série de ciclos que bagunçam nossos hormônios, humores e também a saúde da pele. E foi pensando nisso que reunimos dicas essenciais da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para evitar o envelhecimento precoce e melhorar a qualidade da pele por faixa etária.

Ao longo dos anos, a pele sofre alterações devido à diminuição de alguns dos seus principais componentes, como fibras elásticas e colágeno - estruturas que conferem sustentação e previnem flacidez e rugas. “Fatores hormonais tornam a pele da mulher mais fina e suave, embora também mais sujeitas às mudanças em cada fase do ciclo reprodutivo feminino.”, explica o  dermatologista capixaba  Leonardo Mello, diretor da SBD.

O tratamento ideal depende das necessidades de cada pele, mas o mais importante é a prevenção, proteger-se do sol, alimentar-se bem e ingerir muito líquido para manter o corpo e a pele hidratados.

Fique de olho naos cuidados específicos por idade:

Antes dos 30

Leonardo Mello explica que mulheres jovens são comumente atingidas por acne e melasma, logo, a limpeza e a fotoproteção adequada são essenciais. Este último, inclusive, para prevenir problemas futuros, como rugas e outros tipos de manchas. “Estrias também surgem nesta fase, por isto a hidratação do corpo e controle do peso são medidas importantes também. A queda de cabelo, quando presente, também deve ter suas causas identificadas e medicadas no início da idade adulta, pois é mais difícil recuperar depois”, complementa o médico.

A partir dos 30 anos

Nessa faixa de idade a palavra-chave é prevenção. É preciso utilizar diariamente protetor solar anti-UVA e UVB, higienizar a pele, aplicar cremes antioxidantes tópicos e eventualmente usar suplementos orais, como a vitamina C e vitamina E. “Nesta fase da vida, perdemos cerca de 1% de sustentação da pele a cada ano, aumentando para um total de 30% nos anos seguintes à menopausa”, destaca a médica dermatologista Marcelle Nogueira, assessora do Departamento de Dermatologia Geriátrica da SBD. A acne da mulher adulta é muito frequente nesta faixa etária, por isso é importante a utilização de produtos oil free para as mulheres de pele oleosa.

Os cuidados de prevenção também podem incluir a aplicação de toxina botulínica para rugas dinâmicas de expressões faciais e preenchimento com ácido hialurônico para reduzir sulcos, olheiras ou vincos faciais. Nesta idade algumas tecnologias, como a luz intensa pulsada e os lasers, podem melhorar as sardas e o melasma, condições muito frequentes.

 Acima de 40 anos

Para as mulheres que têm mais de 40 anos é recomendado usar, além dos fotoprotetores e antioxidantes, agentes firmadores, antirrugas e despigmentantes, quando necessário. Isso porque começam a apresentar perda mais intensa de elastina e colágeno e a hidratação da pele começa a sofrer alterações mais evidentes. Alguns tratamentos estéticos combinados, como aplicação de toxina botulínica, preenchimento com ácido hialurônico, injeções de bioestimuladores de colágeno, lasers, radiofrequência microagulhada, ultrassom microfocado, entre outros, podem ser indicados de acordo com cada caso, sempre com orientação médica.

Após os 50 anos

Nessa fase as mulheres já devem passar a usar produtos que estimulam a produção de colágeno na face e principalmente ao redor dos olhos, pois as pálpebras já evidenciarão sinais mais intensos do envelhecimento. Tratamentos estéticos como peelings, lasers e outras tecnologias são recomendados, além da toxina botulínica e preenchedores para reduzir rugas, vincos faciais da pele madura ou danificadas pelo sol. Mas lembre-se: é preciso uma consulta com um dermatologista para saber a melhor indicação para cada caso.

Aproveite todas as suas fases, elas são únicas!

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde beleza

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.