ASSINE

Entenda como a Vitamina C pode ser uma grande aliada da sua pele

Queridinha na dermatologia, além de rejuvenescer, ela atua como antioxidante, fotoprotetora e auxilia no clareamento de manchas

Publicado em 05/03/2020 às 17h45
Presente em vários alimentos, a vitamina C tem muitos benefícios. Crédito: Freepik
Presente em vários alimentos, a vitamina C tem muitos benefícios. Crédito: Freepik

A Organização Mundial da Saúde recomenda o consumo diário da vitamina C, ela participa de vários processos metabólicos, ajuda na prevenção de doenças e tem ganhado destaque como aliada da pele, sendo utilizada em vários produtinhos que estão em alta na dermatologia.

Oliete Guerra, dermatologista, afirma que a vitamina C tem efeito regenerador, atuando no auxílio da produção de novas fibras de colágeno e elastina. “Ela colabora com o reparo ao dano celular causado pelo sol e também potencializa a proteção do filtro solar, além de aumentar os mecanismos de defesa da pele e deixá-la mais luminosa”, diz.

Este a ativo cumpre indicações variadas, Oliete explica que a vitamina é recomendada como coadjuvante no tratamento de manchas e de rejuvenescimento. “A vitamina C também desempenha um papel preventivo e pode ser recomendada desde cedo, por volta dos 20 anos”, complementa.

Apesar de a laranja ser a famosinha portadora da vitamina queridinha, várias outras frutas também contam com uma quantidade generosa deste ativo. “Os alimentos ricos em vitamina C são laranja, limão, acerola, kiwi, morango entre outras frutas cítricas. Outros tipos de vegetais também podem ajudar, como brócolis, couve de bruxelas, pimentão e gojy berry”, acrescenta Oliete.

“Existe a vitamina C para uso tópico (em sérum ou creme) e também em produtos que são ingeridos por via oral, ajudando com efeito antioxidante e aumentando os glóbulos brancos, dessa forma, melhorando a defesa do organismo” explica a médica.

A concentração da vitamina nos produtos é percentual e variável - geralmente, varia entre 5% e 20% - e determinada de acordo com cada caso e formulação do produto.

Apesar de todas as vantagens, é preciso estar atento, pois dermatologistas alertam que quem tem tendência a acne pode apresentar lesões acneicas ou concentrações muito altas podem irritar a pele. A recomendação médica é sempre consultar um dermatologista para saber qual produto e qual concentração mais indicada para você.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde beleza bem estar

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.