ASSINE

Trump sugere atirar em manifestantes, e Twitter inclui aviso

Protestos ocorrem após o assassinato de George Floyd, um homem negro que teve o pescoço prensado contra o chão pelo joelho de um policial branco

Publicado em 29/05/2020 às 09h39
Atualizado em 29/05/2020 às 09h48

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu em sua conta no Twitter nesta sexta-feira (29) atirar em manifestantes para impedir saques na onda de protestos contra violência policial em Minneapolis.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já estava irritado porque plataforma colocou aviso de fake news em postagem anterior . Crédito: Shealah Craighead/Official White House Photo

Em resposta, o Twitter incluiu um aviso de que a mensagem promove "enaltecimento da violência", em uma escalada do embate entre o presidente americano e a rede social.

"Estes BANDIDOS estão desonrando a memória de George Floyd, e eu não deixarei que isso aconteça. Acabei de conversar com o governador Tim Waltz e disse que o Exército está com ele até o fim. Qualquer dificuldade e nós assumiremos o controle, mas quando começam os saques, começam os tiros", tuitou Trump.

A mensagem gerou indignação na rede social por sugerir o emprego de armas de fogo contra manifestantes.

O Twitter incluiu o seguinte aviso na mensagem de Trump: "Este tuíte violou as regras do Twitter sobre a glorificação da violência. No entanto, o Twitter decidiu que pode ser do interesse do público que este tuíte continue acessível".

Este é o episódio mais recente da rusga entre o Twitter e Trump. Na terça-feira (26), a rede social incluiu pela primeira vez um aviso de desinformação em posts do líder americano.

Tuíte de Donald Trump recebeu aviso sobre enaltecimento à violência
Tuíte de Donald Trump recebeu aviso sobre enaltecimento à violência. Crédito: Reprodução/Twitter

A cidade de Minneapolis, no estado americano de Minnesota, se tornou palco de protestos após o assassinato de George Floyd, um homem negro que teve o pescoço prensado contra o chão pelo joelho de um policial branco. Foram registrados saques e atos de vandalismo nas manifestações.

Twitter Donald Trump EUA

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.