ASSINE

Resultados da Moderna são encorajadores, mas ainda há desafios, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) expressou otimismo com resultados sobre a eficácia da vacina contra a Covid-19, mas ainda divergem sobre a sua segurança

Publicado em 16/11/2020 às 15h11
Pandemia do novo coronavírus: vacina vira disputa política
Pandemia do novo coronavírus: vacina vira disputa política. Crédito: Fernando Zhiminaicela/Pixabay

Organização Mundial da Saúde (OMS) expressou otimismo com o resultados divulgados pela Moderna sobre a eficácia da sua vacina contra a Covid-19, anunciados nesta segunda-feira (16) mas ponderou que ainda há desafios. A cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, em coletiva de imprensa, afirmou que os números são encorajadores, mas que "precisamos esperar para saber a eficácia final e a segurança" do imunizante.

Sobre a aquisição pela iniciativa Covax da vacina, Swaminathan indicou que há uma série de questões antes de se avançar com o contrato, como número possível de doses produzidas em 2021. Além disso, resultados sobre efeitos colaterais e duração de imunidade têm de ser levados em conta, indicou. Sobre a Covax, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, afirmou que a iniciativa recebeu recentemente US$ 360 milhões, chegando aos US$ 5,1 bilhões, mas que US$ 1,2 bilhão ainda são necessários. "Não vejam como gasto, mas como investimento", concluiu.

Tedros afirmou: "Estamos muito preocupados com o aumento de casos de covid-19 na Europa e nos EUA". Diretor-executivo da OMS, Michael Ryan respondeu sobre a mudança de estratégia da Suécia, após aumento no número de casos, e afirmou que o uso de máscaras é necessário, o que não vinha sendo mandatório no país. "Todos os países tiveram de fazer adaptações", concluiu sobre a estratégia sueca. Também questionado sobre os baixos números chineses de ocorrência da covid-19, respondeu: "Não há evidências de problemas significativos na China com os dados", adicionando que no país "há medidas abrangentes sendo aplicadas"

Saúde Coronavírus Vacina Mundo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.