ASSINE

Primeiro-ministro libanês renuncia em meio a protestos após explosão

No decorrer da crise econômica, Hassan Diab ficou ainda mais fragilizado no cargo após a grande explosão ocorrida na terça-feira (04)

Publicado em 10/08/2020 às 14h36
Atualizado em 10/08/2020 às 14h41
Imagem desta quarta-feira, 05, mostra a destruição causada por duas fortes explosões que atingiram a região portuária de Beirute, no Líbano.
Imagem mostra a destruição causada por duas fortes explosões que atingiram a região portuária de Beirute, no Líbano. Crédito: HUSSEIN MALLA/ AP / ESTADÃO CONTEÚDO

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, anunciou nesta segunda-feira (10) sua renúncia ao posto. Em meio a uma crise econômica, Diab ficou ainda mais fragilizado no cargo após a grande explosão ocorrida há alguns dias no porto de Beirute, que provocou uma onda de protestos e insatisfação popular.

Em seu discurso de despedida, Diab atribuiu a explosão à corrupção e disse esperar uma investigação do fato. A explosão da semana passada deixou mais de 150 mortos e milhares de feridos. 

Incêndio Mundo Beirute Líbano

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.