ASSINE

EUA, Reino Unido e Canadá acusam Rússia de tentar roubar dados sobre vacina

Uma declaração conjunta dos três países culpa o grupo APT29, conhecido também como "Cozy Bear" pelas tentativas de invasão

Publicado em 16/07/2020 às 12h59
Atualizado em 16/07/2020 às 12h59
Cientistas estudam vacina contra o coronavírus
Cientistas estudam vacina contra o coronavírus. Crédito: Polina Tankilevitch/ Pexels

Hackers ligados ao governo russo estão tentando roubar dados de pesquisas para a vacina da Covid-19 que estão sendo feitas em vários laboratórios pelo mundo, acusou o Reino Unido, os EUA e o Canadá.

Uma declaração conjunta dos três países culpa o grupo APT29, conhecido também como "Cozy Bear" pelas tentativas de invasão. E que esses hackers estariam atuando em conjunto com a inteligência da Rússia.

Os hackers estariam usando várias táticas para tentar obter acesso aos dados de pesquisa, incluindo phising (e-mails e mensagens com falsos pedidos de dados que tentam parecer mensagens oficiais) e malwares (programas que se infiltram nas máquinas sem que os usuários percebam).

"Nós condenamos esses ataques desprezíveis contra aqueles que estão fazendo um trabalho vital para combater a pandemia", disse Paul Chichester, diretor de operaçoes do Centro Nacional de Cybersegurança Britânico (NCSC).

O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Dominic Raab, disse que a ação dos hackers é "completamente inaceitável" e que o governo britânico trabalhará para puni-los.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Coronavírus Covid-19 EUA Rússia Rússia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.